Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Reis do Schwingen Português disputa um lugar no trono da luta suíça

O rinque não aceita preconceitos. Quem cai e encosta no solo com as costas perdeu a luta. O ganhador é levado aos céus e recebe uma coroa e até um touro. A luta suíça, é um dos esportes mais populares e tradicionais do país, aceita até estrangeiros.

À primeira vista, Tiago Marques Vieira não difere muito dos suíços que disputam com ele as coroas de louros nas disputas de luta suíça que ocorrem em várias partes da Suíça, quase sempre regiões rurais, nos finais de semana.

O colosso de 23 anos, um metro e noventa de altura e 140 quilos, fala o dialeto suíço-alemão e cumpre à risca as tradições desse esporte tão popular no país. Depois de vencer, ele tira a serragem dos ombros do adversário e limpa o rosto no bebedouro de cavalo. No rinque são todos iguais: o que conta não é apenas a força, mas sobretudo a destreza ao aplicar os diferentes golpes do Schwingen.

A única diferença é que Tiago não tem o passaporte suíço e, dessa forma, é um dos poucos estrangeiros a praticar a luta suíça em alto nível. Filho de portugueses, o jovem começou a praticar aos dez anos o Schwingen. Hoje, seu currículo conta sete coroas de louros e a participação em dois grandes campeonatos nacionais com bons resultados. Porém seu maior sonho é se tornar o "rei do Schwingen", o campeão suíço. (Imagens: Thomas Kern, swissinfo.ch; Texto: Alexander Thoele, swissinfo.ch)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.