Um centro para Paul Klee, artista, musicólogo e pedagogo

As três "colinas" de metal do Centro (foto:ZPK)

Como Paul Klee não era só pintor, o centro que lhe é dedicado não é só um museu mas um espaço para persquisadores, amantes de música e ainda para crianças.

Construído em Berna, capital suíça, o centro foi projetado pelo famoso arquiteto italiano Renzo Piano e reúne mais de 4 mil das 10 mil obras de Klee, na maior coleção monográfica do mundo.

O nome já diz bastante : "centro", não museu. Um clássico museu de arte coleciona e conserva obras, além de expô-las. O Centro Paul Klee engloba também outras formas de arte e tira sua força do conceito de mediação.

Através de concertos, representações teatrais, leituras, programas acadêmicos de verão e oficinas, pretende abrir novas vias para facilitar o acesso do público a obras ilustrativas, musicais, literárias e pedagógicas de Paul Klee. Ao mesmo tempo, uma seção especial de pesquisa, no interior do prédio, deseja assumir papel de centro de competência científica.

São três colinas artificiais em forma de onda na periferia de Berna, envoltas na paisagem verde e ligadas por uma passarela: uma escultura paisagística, um trabalho mais de topógrafo do que de arquiteto, segundo Renzo Piano.

Klee, artista e poeta figurativo

A coleção Klee, coração do Centro, encontra-se na colina central. Inclui mais de 4 mil obras, o que corresponde quase à metade do patrimônio artístico deixado por Klee.

Estão também expostas, ao lado de muitas telas famosos, obras da juventude e objetos e quadros particulares que, por exemplo, Klee havia recebido de presente de Wassily Kandinsky, Franz Marc ou Alexej von Jawlensky, artistas com os quais estabelecera relações de amizade.

Na exposição permanente no andar térreo podem ser admiradas cerca de 200 obras que serão substituídas 2 vezes por ano. Já no andar inferior haverá todos os anos quatro exposições especiais dedicadas especialmente à atmosfera histórica e cultural dos tempos de Paul Klee e da influência exercida sobre a arte contemporânea.

Klee pesquisador e musicólogo

O confronto científico com a obra de Paul Klee pode ser visto na colina sul e foi possível graças aos recursos da ex-fundação Paul Klee, criado há mais 50 anos e que teve uma papel de vanguarda como centro de pesquisa.

Mas Paul Klee era ainda um excelente violinista: daí o centro ter uma grande sala de concerto, situada na colina norte, e um arquivo amplo e cientificamente organizado com 250 partituras, das quais 170 composições que referem-se à obra de Klee ou dela foram inspiradas.

Klee pedagogo

Um outro espaço do museu é dedicado às crianças. Criativo, financiado por uma fundação independente e que dispõe de seu próprio orçamento. O museu visa promover conceitos pedagógicos que Paul Klee havia elaborado durante o período em que foi professor, na Alemanha.

Com outros artistas de sua época, Klee buscava as raízes da arte na criatividade natural das crianças. Criar é próprio das crianças "de 4 a 99 anos", dizia Klee. Oos três ateliês do Centro oferecem a possibilidade de deixar fluir livremente a criatividade.

swissinfo, Nicole Aeby

Breves

Inaugurato nel giugno 2005, il Zentrum Paul Klee (ZPK) vuole rendere omaggio all'artista tedesco, che aveva vissuto buona parte della sua vita a Berna e aveva ottenuto la nazionalità svizzera solo dopo la sua morte.

Il museo, la cui nascita è stata resa possibile dalla donazione di un privato, raccoglie circa 4000 opere di Paul Klee, di cui solo una piccola parte viene esposta.

Fatos

207 mil pessoas visitaram o Centro nos primeiros meses
Metade dos visitantes vêm do estrangeiro, principalmente da Alemanha, França e Itália.
O Centro custou 105 milhões de francos suíços.
50% foram pagos pela cidade de Berna, 39% pelo cantão de Berna e 11% pelos membros da conferência regional pela cultura.

Zentrum Paul Klee (ZPK)

O Centro Paul Klee, situado na periferia de Berna, capital suíça, foi construído em três módulos que parecem esculturas paisagísticas.

As três "colinas" (norte, central e sud) são ligadas por uma passarela que forma um espaço público de 150 m, de acesso livre.

Além das exposições, o Centro Paul Klee tem espaço para música, teatro, dança, literatura, conferências e seminários.



Links

×