Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

2019 - 20 ANOS DE HISTÓRIA DA MÍDIA SUÍÇA Relatório anual SWI swissinfo.ch

A SWI swissinfo.ch celebrou, em 12 de março de 2019, o vigésimo aniversário da sua entrada no ar. A data nos deu a oportunidade de comemorar e fazer uma retrospectiva desse portal pioneiro em um evento que contou com a presença de jornalistas internacionais, da ONG "Repórteres sem Fronteiras" e de muitas outras personalidades.

Os 20 anos da SWI swissinfo.ch não são apenas uma história ambivalente: ela também tem um carácter único. Essa empresa de comunicação social, relativamente pequena dentro da Sociedade Suíça de Radiodifusão e Televisão (SRG SSR), onde trabalham 100 profissionais, mantém dez redações linguísticas e tem a complexa tarefa de refletir a atualidade mundial de uma perspectiva suíça e explicar a Suíça ao mundo.

Quem nos ama, compreende a Suíça: esta é a nossa visão. A questão-chave para nós, especialmente por ocasião do nosso aniversário, foi discutir como podemos atuar como uma empresa suíça de comunicação com uma missão internacional e voltada a leitores no estrangeiro.

O forte aumento no tráfego do site, que passou de um média mensal de 1.049.111 "unique clients" para 1.236.658 em 2019, mostra mais uma vez que a informação independente da SWI swissinfo.ch sobre a Suíça, e da SRG SSR no exterior, satisfaz cada vez mais as necessidades dos leitores. Crises globais de grande alcance, como o surto da pandemia do coronavírus, tornam claro que tempos de incerteza são terreno fértil para notícias falsas e teorias abstrusas. Isso é o que explica o valor elevado da informação e da missão do serviço público da Suíça no exterior. Com as nossas dez línguas, podemos atingir potencialmente cerca de 75% da população mundial. 

Quem mais poderia explicar a Suíça de forma crítica no exterior? 

A história da SWI swissinfo.ch não pode ser separada da própria história recente da Suíça. O Rütli, o Gotardo, o campo de batalha de Sempach, o "Hohle Gasse" (o local onde Guilherme Tell teria matado o nobre Gessler) - fintech, startups, Glencore, Nestlé, democracia digital ou formação profissional. A SWI swissinfo.ch oferece, de forma exclusiva, uma ordenação dos temas suíços em línguas não suíças.

Quem mais pode explicar a Suíça de forma independente, e de forma crítica, no estrangeiro?

Essa perspectiva internacional da cultura e da sociedade, a integração global da evoluções políticas, a economia suíça que quer se afirmar nos mercados internacionais, as conquistas científicas que movem e mudam o mundo - tudo isto, assim como as especificidades e os valores tão característicos da Suíça, estão no centro do que a SWI swissinfo.ch oferece.

E há outro ponto da nossa missão, que é ao mesmo tempo historicamente significativa e sempre atual: a SWI swissinfo.ch também permite a livre formação de opinião no mundo, mesmo em locais onde os meios de comunicação social não têm liberdade para trabalhar de forma independente. No centro das comemorações do 20º aniversário, portanto, não celebramos somente a própria empresa, mas sim o jornalismo independente e livre. A SWI swissinfo.ch é diariamente confrontada com a necessidade de informação independente no mundo, nas regiões em crise ou mesmo em países onde a liberdade de imprensa é restringida. A atualidade mundial, as crises e os conflitos, mas também os acontecimentos e desenvolvimentos internacionais relacionados com a Suíça foram, uma vez mais, os fatores mais que impulsionaram o acesso à SWI swissinfo.ch em 2019.

A fim de reforçar ainda mais essa perspectiva internacional, os editores deram maior prioridade ao desenvolvimento da temática "Genebra internacional" em 2019 e lançaram o podcast "Inside Geneva"Link externo (Por dentro de Genebra). As eleições federais em 2019 também foram um dos mais importantes acontecimentos políticos do país e que suscitou um grande interesse no exterior. A SWI swissinfo.ch - especialmente para os muitos suíços do estrangeiro que nos leem diariamente - acompanhou de forma aprofundada e cuidadosa o tema.

Retrospectiva do ano
(swissinfo.ch)

​​​​​​​Qualidade elevada: uma dinâmica constante

Há muita coisa acontecendo, especialmente no ambiente dinâmico dos meios de comunicação, onde surgem novos e empolgantes desafios. Na parte técnica, a SWI swissinfo.ch trabalha intensamente na migração do sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS). Essa atualização constitui a base para um relançamento do site da SWI em dez idiomas, previsto para ocorrer em 2020. O novo site se destina a desenvolver e reforçar o conceito editorial em termos de conteúdo e gráficos. O trabalho de desenvolvimento está centralizado naturalmente nas necessidades e exigências dos usuários no exterior. 

Há uma constante importante nesta dinâmica de desenvolvimento: a qualidade elevada dos nosso conteúdo continua sendo a prioridade. A qualidade e a independência estão sempre em primeiro lugar. Por este motivo, os editores adaptaram e melhoraram as exigências na gestão da qualidade. Em 2019, a SWI swissinfo.ch fez uma revisão da sua linha editorial e seus princípios jornalísticos e disponibilizaram para os jornalistas - mirando não apenas a transparência, mas especialmente o público - um manual de redação com as linhas diretrizes. Em particular, o manual também contém orientações sobre formas de narrativa, formatos e multimídia.

O conceito editorial, que se baseia em quatro pilares, foi introduzido em 2018 e continua sendo desenvolvido e detalhado. O trabalho jornalístico da redação de notícias em inglês (newsdesk), os focos temáticos chamados de "beats", os temas tratados nos sete idiomas não-nacionais ("redações idiomáticas") e sobre a redação geral foram aperfeiçoados e melhorados.

Por último, no ano especial de aniversário, fazemos uma retrospectiva do início da SWI swissinfo.ch como o serviço suíço de ondas curtas (rádio) iniciado em 1935 e a questão conexa: como nos posicionamos 80 anos depois?

Ainda hoje somos a janela para a Suíça em dez idiomas, defendemos os valores da liberdade, do Estado de direito, da igualdade, do respeito e da Justiça. Classificamos os desenvolvimentos globais, a intensificação dos problemas e as questões prementes a partir de uma perspectiva suíça. Essa é uma parte da nossa missão. Graças à nossa independência, gozamos de um elevado grau de credibilidade internacional como empresa do grupo SRG SSR. Podemos classificar a informação de uma forma independente, hoje considerado um grande valor a nível internacional.

Também em 2020 queremos atender as nossas comunidades e conectá-las: favorecer a troca de opiniões, a reflexão, o debate e a compreensão da Suíça. Em todo caso, a Suíça já é, há muito tempo, um dos países mais "globalizados" do mundo. Como uma "Willensnation" (nação formada por livre vontade) com quatro regiões linguísticas, o equilíbrio de interesses e entre as diferentes exigências e culturas fazem parte do DNA do nosso país.

Caros leitores, caros interessados em todas as partes do mundo: agradecemos sinceramente pela confiança diária depositada no nosso trabalho e pela sua lealdade.

A direção da SWI swissinfo.ch
Larissa M. Bieler, Maryline Cerf, Reto Gysi von Wartburg, Peter Zschaler, Hubert Zumwald


Organograma 2019
(swissinfo.ch)


Dados estatísticos online 2019
(swissinfo.ch)


Mídoas sociais 2019
(swissinfo.ch)


Principais indicadores 2019
(swissinfo.ch)


Estatísticas de pessoal 2019
(swissinfo.ch)


Suiços de estrangeiro 2019 e 2018
(swissinfo.ch)

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Conteúdo externo

Viver e trabalhar nas montanhas graças à internet

Viver e trabalhar nas montanhas graças à internet

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.