Navigation

Brasileira está entre os vencedores do Prix de Lausanne

O jovem bailarino canadense Shale Wagman, primeiro lugar no Prix de Lausanne, em pleno voo Keystone

O canadense Shale Wagman, de 17 anos de idade, recebeu o primeiro prêmio no Concurso Internacional de Balé do "Prix de Lausanne", bem como o prêmio artístico. A brasileira Carolyne Galvão, também de 17 anos, chegou em sétimo lugar na competição, o que lhe garante uma bolsa para continuar seus estudos de balé em uma das 72 academias de dança parceiras do evento.

Este conteúdo foi publicado em 05. fevereiro 2018 - 10:53
ATS-SDA/jc

O jovem de Toronto estuda balé há apenas quatro anos, mas ele já fazia sapateado desde os seis anos de idade. Ele atualmente estuda na Princess Grace Academy de Mônaco.

Os outros sete vencedores variam entre 15 e 18 anos e vêm da Coréia do Sul (dois dançarinos), da China (dois), do Brasil, do Paraguai e dos Estados Unidos. Pela primeira vez desde 2005, não houve dançarino ou dançarina do Japão entre os vencedores.


O júri formado por personalidades do mundo da dança, foi liderado por Ted Brandsen, diretor artístico do HET National Ballet da Holanda.

Ao todo, 74 candidatos competiram nesta 46ª edição do evento. O júri seguiu seu desempenho ao longo de cinco dias de aulas, ensaios e performances, tanto clássicos como contemporâneos.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.