Navigation

Janela n°17: cantões de Basileia (Cidade e Campo)

Viet Dang

Sua origem asiática, seus longos cabelos negros, mas acima de tudo seu domínio da dança fazem de Viet Dang um espetáculo único.

Este conteúdo foi publicado em 17. dezembro 2020 - 09:00

Pode parecer muito clichê, mas o amor de Viet DangLink externo pela dança foi bastante precoce. "Desde minha mais tenra infância, sonhava em dançar com as estrelas em grandes palcos", diz ele em um perfil de sua vida no YouTube.

E ele certamente chegou lá. Basta consultar sua agenda de endereços: Justin Timberlake, Beyoncé, Jennifer Lopez... Além de dançar para e com alguns dos maiores artistas da América, Viet Dang também é coreógrafo e se apresenta regularmente em comerciais e videoclipes. Na Suíça de língua alemã, ele é conhecido por ter participado como jurado no programa Darf ich bitten? (o equivalente ao Dança com as Estrelas).

No entanto, essa carreira de conto de fadas não lhe foi servido de bandeja. Viet Dang e sua família chegaram à Basileia no final dos anos 70, assim como outros 6.000 vietnamitas que vieram à Suíça por razões humanitárias na esteira da guerra.

Ele nasceu em um campo de refugiados na Malásia em 1979 sob condições sanitárias e humanitárias catastróficas, enquanto seus pais se encontravam em trânsito entre o Vietnã e a Suíça. Em 2018, durante uma peregrinação à sua terra natal, ele disse à TV pública SRFLink externo: "Quando vejo por onde passei, digo a mim mesmo que os problemas da carreira não passam de meras bagatelas em comparação".

Dang vive em Los Angeles desde 2012, se diz grato para o resto da vida: "Ao fugir do Vietnã, meus pais me deram uma quantidade incrível de liberdade". Viet Dang optou por homenageá-la através da dança.

Veja aqui está uma seleção de suas atuações:

Conteúdo externo

A arte em todos os seus estados

Este ano, a SWI swissinfo.ch decidiu dedicar seu Calendário de Advento ao mundo da cultura - e à cultura suíça em particular. Concertos cancelados, museus fechados, apresentações proibidas - a crise do coronavírus atingiu duramente os artistas em todos os campos.

A fim de apoiá-los à nossa maneira e permitir que você descubra seus mundos encantados e variados, lhes convidamos a abrir uma nova janela a cada dia, que revelará uma personalidade particular. Alguns são mais populares do que outros, mas todos têm em comum que são contemporâneos e reconhecidos internacionalmente em sua arte.

Siga-nos durante o mês de dezembro e conheça aqui uma rapper do Valais, um dançarino da Basileia, um escritor da Thurgau (Turgóvia), um trompetista de Friburgo...

E é bom lembrar: nossa seleção não tem a intenção de apresentar "o melhor" da arte suíça. Nós simplesmente desejamos oferecer a você uma paleta o mais rica possível. E esteja à vontade para nos apresentar ou recomendar novos artistas de sua preferência.  👇

End of insertion



Partilhar este artigo