Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Em Brasília, Itália já é campeã da Euro 2008

Eurocopa ganha versão infantil em Brasília. Alunos de escolas públicas do Distrito Federal vestem as camisas de oito seleções européias em uma festa do esporte na capital brasileira.

Mais de mil pessoas compareceram ao evento, organizado pelas embaixadas da Suíça e da Áustria, anfitriãs da Eurocopa. Na final, a Itália derrotou a Áustria por 3 a 2.

A milhares de quilômetros da região central da Europa, dezenas de crianças brasileiras viveram as emoções da Euro 2008. Mesmo antes do apito inicial da partida Suíça x República Tcheca, que abriu a competição continental, a bola rolou na cidade de Brasília, em jogos que fazem alusão a oito equipes nacionais européias.

Organizada pela Embaixada da Suíça em parceria com a representação diplomática austríaca, a Euro 2008 Mirim foi realizada no sábado (7), no Clube das Nações, às margens do Lago Paranoá, na capital do Brasil.

Anfitriãs

No total, 120 garotos, nascidos em 1996 e 1997, realizaram o sonho de vestir a camisa de uma seleção e participar de uma competição com torcedores ao lado do gramado, cobertura da imprensa, arbitragem oficial e, principalmente, muita confraternização. Com o apoio das duas anfitriãs e das embaixadas de Portugal, Espanha, Croácia, Polônia, Alemanha e Itália, oito escolas públicas das cidades que cercam Brasília foram escolhidas para montarem seus times e representarem um país.

Todos os 15 jogadores-mirins de cada escola (8 titulares e 7 reservas) ganharam uniformes completos e fizeram treinamentos específicos para a competição. O Governo do Distrito Federal ofereceu transporte a todos os alunos.

Não só o esporte fez parte dos dias que antecederam o encontro. Em todas as escolas, alunos e professores ficaram envolvidos em trabalhos de geografia e história sobre os países que representavam.

Crianças menos privilegiadas

"A Eurocopa é o terceiro maior evento esportivo do mundo, ficando atrás da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos. E queríamos marcar esse evento aqui em Brasília com uma festa para crianças menos favorecidas. Tivemos a oportunidade de apresentar a Suíça para mais de 400 estudantes do Centro de Atenção Integral à Criança Benedito Carlos de Oliveira, de Brazlândia. Todos ouviram com muito interesse e, agora, sabem como é o país que eles defenderam na Euro 2008 Mirim", disse o embaixador suíço, Rudolf Baerfuss.

"Oferecemos uma festa de futebol para crianças pouco privilegiadas e, ao mesmo tempo, apresentamos a Suíça e a Áustria como países acolhedores e adeptos do futebol como o Brasil", completou Baerfuss, ao lado de Werner Brandstetter, embaixador austríaco.

Festa popular

A festa de sábado no Clube das Nações contou com a presença de mais de mil pessoas, entre familiares, amigos, funcionários de embaixadas e de organizações internacionais. Até mesmo um ex-jogador da seleção brasileira de futebol foi ao Clube das Nações para prestigiar.

"O esporte é um ponto de agregação fantástico. Mais que a competição, podemos ver a confraternização entre as crianças", afirmou Paulo Victor, ex-goleiro do Fluminense e camisa 1 da seleção brasileira em oito partidas na década de 80. Hoje, Paulo comanda uma escolinha de futebol com 120 crianças carentes da cidade do Paranoá, a 35 quilômetros do centro de Brasília. "Daqui, podem sair craques do futuro", acrescentou o ex-atleta.

O torneio

Os jogos começaram pela manhã, por volta de 9h. As escolas foram divididas em dois grupos: na chave A estavam Suíça, Espanha, Portugal e Itália; na B, enfrentaram-se Áustria, Croácia, Polônia e Alemanha. Cada partida teve a duração de 20 minutos.

Assim como a seleção nacional suíça, os brasilienses que representaram os helvéticos estrearam com derrota para a Itália: 3 x 0. Na segunda partida, o time se encontrou e conseguiu um empate com a Espanha. A apresentação de gala veio no jogo seguinte, contra Portugal. Com ótima atuação de Welbert Rodrigues, de 12 anos, a Suíça conseguiu fazer 3 x 0.

"Essas crianças vivem com dificuldades em tudo na vida. Essa oportunidade tirou o sono de muitos e eles não pararam de treinar", contou Kleuber Ferrari, 36 anos, professor de educação física do Centro de Atenção Integral à Criança Benedito Carlos de Oliveira, que representou a Suíça.
O projeto também animou Alex Acosta, 36 anos, professor do Centro de Ensino do Núcleo Rural Basevi, de Sobradinho, que comandou os jogadores que vestiram a camisa de Portugal.

"A semente esportiva vai florescer na nossa escola", disse Acosta. Além do patrocínio no torneio, a embaixada portuguesa firmou convênio com o colégio para ajudar com material escolar.

Pausa para a abertura

Ao meio-dia, a pausa para o almoço. Todos os competidores e torcedores que os acompanhavam receberam alimentação fornecida pela Nestlé e pela Coca-Cola, duas das patrocinadoras do evento. Na sede social do clube, a colônia suíça em Brasília foi brindada com uma raclete - mesmo sob o sol de 25 graus centígrados de Brasília.

Todos pararam para assistir a abertura e ao jogo inicial da Euro 2008, entre Suíça e República Tcheca. "A derrota para os tchecos foi o único fato ruim do dia", afirmou Siamak Rouhani, primeiro secretário da embaixada suíça e produtor do evento. "Fora o gol que a seleção suíça tomou, tudo correu perfeitamente", completou.
À tarde, duas partidas bastante disputadas definiram os finalistas. A Itália passou apertada pela Croácia, por 1 x 0. Com o mesmo placar, a Áustria derrotou a Espanha e se classificou à decisão.

Final Itália-Áustria

final foi o jogo mais emocionante do torneio. Depois de abrir 3 x 0 no primeiro tempo, os "italianos" levaram um sufoco na etapa complementar, mas conseguiram segurar o ímpeto austríaco. Resultado final: Itália 3 x 2 Áustria, e muita comemoração da Squadra Azzurra. Se depender do retrospecto no Planalto Central brasileiro, os italianos já podem comemorar o título europeu.

No entanto, o mais importante era participar e jogar futebol. Todas as crianças que disputaram a Euro 2008 Mirim ganharam medalhas e kits da Victorinox, com camiseta e boné. Os integrantes dos três primeiros lugares receberam um mimo: um relógio suíço, da marca Swatch.

swissinfo, Abelardo Mendes Jr, Brasília

GRUPO A

Espanha (Centro de Ensino Fundamental do Bosque, de São Sebastião).

Portugal (Centro de Ensino do Núcleo Rural Basevi, de Sobradinho).

Itália (Centro de Ensino Fundamental Cerâmica São Paulo, de São Sebastião).

Suíça (Centro de Atenção Integral à Criança Benedito Carlos de Oliveira, de Brazlândia).

Aqui termina o infobox

GRUPO B

Croácia (Centro de Ensino Fundamental 4, de Taguatinga).

Polônia (Centro de Atenção Integral à Criança Carlos Castelo Branco, do Gama).

Alemanha (Centro Educacional 6, do Gama)

Áustria (Centro Educacional Colônia Agrícola Kanegae, no Núcleo Bandeirante)

Aqui termina o infobox

PRIMEIRA FASE

Grupo A

Suíça 0 x 3 Itália
Espanha 2 x 0 Portugal
Suíça 1 x 1 Espanha
Portugal 1 x 1 Itália
Suíça 3 x 0 Portugal
Itália 0 x 0 Espanha

Grupo B
Áustria 1 x 0 Croácia
Alemanha 1 x 0 Polônia
Croácia 3 x 0 Alemanha
Áustria 3 x 0 Polônia
Polônia 0 x 1 Croácia
Áustria 1 x 0 Alemanha

Aqui termina o infobox

SEMIFINAIS

Itália 1 x 0 Croácia

Áustria 1 x 0 Espanha

FINAL

Itália 3 x 2 Áustria

Aqui termina o infobox

×