Perspectivas suíças em 10 idiomas

Suíços ciosos do sigilo bancário

Urs Roth, presidente da Associação Suíça dos Banqueiros Keystone Archive

Os suíços continuam muito apegados ao sigilo bancário, revela sondagem efetuada pela Associação Suíça dos Banqueiros. Mas acham "insuficientes" o combate à lavagem de dinheiro e a aceitação do dinheiro dos poderosos. O sigilo é um dos pontos de atritos da Suíça com a União Européia.

A sondagem publicada nesta semana, levando em conta a opinião de mil pessoas, é considerada verdadeiro plebiscito pelo sigilo bancário, ao qual estão muito apegados 82% dos suíços. E 72% estimam que se deve ignorar pressão internacional visando suprimi-lo, deixando os banqueiros do país satisfeitos.

Um senão do sigilo, na opinião dos entrevistados, é o combate considerado “insuficiente” à reciclagem de dinheiro e à afluência aos bancos suíços de capitais de “potentados”. Mas a sondagem revela também que em geral eles estão mal informados sobre medidas tomadas pela Suíça contra a entrada de dinheiro sujo no país.

A sondagem faz lembrar também que a União Européia (UE), na sua luta contra a fraude fiscal, vem exercendo frequentes pressões contra o sigilo bancário suíço.

Estima-se que os bancos suíços sejam refúgio para bilhões de dólares em capitais que escapam ao fisco na UE. Isso torna inútil tentativa da União cobrar impostos sobre rendas e dividendos.

Segundo o sistema em vigor na Suíça, os bancos deduzem para o fisco 35% sobre rendas e dividendos dos capitais sob sua gestão. Mas esse sistema não se aplica a estrangeiros residentes fora do país, uma maneira de atrair capitais…

Ainda na segunda-feira, 18/6, o ministro suíço das Relações Exteriores, Joseph Deiss, e o ministro suíço das Finanças, Kaspar Villeger, receberam visita de Lydie Polfer, ministra das Relações Exteriores de Luxemburgo (país que ao contrário da Suíça é membro da União Européia). No centro das discussões: a integração suíça à UE e o sigilo bancário.

O chanceler Deiss defendeu vigorosamente o sigilo bancário e a ministra luxemburguesa realçou a importância de solidariedade européia no combate ao crime na área fiscal.

swissinfo com agências.

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR