Navigation

Fribourg abre-se à cultura e ao mundo

Friburgo está investindo mais 8 milhões de dólares num “centro de criação cênica”. www.fr.ch

A cidade de Friburgo e seus arredores está investindo mais de 11 milhões de francos, cerca de 8 milhões de dólares em num “centro criação cênica”.

Este conteúdo foi publicado em 15. setembro 2003 - 09:44

Primeira etapa do projeto, o Sala Mummenschanz – já inaugurada – com capacidade de acolher 470 pessoas.

A sala de teatro profissional – Sala Mumenschanz – de 470 lugares, foi inaugurada de 9 a 13 de setembro de 2003. Ela integra o projeto “Espace Nuithonie” (que substituirá o “Espace Moncor”, em Villars-sur-Glâne, comuna geograficamente – e agora, culturalmente - ligada à cidade de Friburgo).

Esse “Espace Nuithonie” deve funcionar em 2005.

Boas infra-estrutura

O Centro de criação cênica engloba, além da Sala Mummenschanz, outros locais importantes, como uma segunda sala de espetáculos menor, de 120 lugares, uma sala de ensaios, uma sala de exposições, bar, restaurante, etc.

Um dos objetivos desse centro é acolher o essencial das criações de artistas de teatro do cantão de Friburgo. Os criadores da região deverão dispor de “lugares de repetição e de representações adequados e adaptados”, diz David Junod, diretor do “Centre Moncor”. Ou seja, lugares realmente decentes, nos moldes de um país do primeiro mundo, como a Suíça. Ao mesmo tempo, observa Junod, « paralelamente às criações, o « Espace Nuithonie » deverá acolher espetáculos e servir de residência a artistas e a trupes”.

Efeito Mummenschanz

Quanto ao significado da (nova) sede Mummenschanz em Villars-sur-Glâne, David Junod prevê que “inicialmente, permitirá ao “Espace Nuithonie” tornar-se conhecido na Suíça e talvez mesmo no mundo todo. Cabe depois ao futuro diretor (que pode ser o próprio Junod) dar a esse lugar sua própria identidade”.

O mais interessante talvez seja que a Fundação Mummenschanz vá organizar às próprias custas, uma vez por ano e no verão, um “Festival de teatro não falante” aberto aos criadores do país e, esperemos, aos criadores estrangeiros.

Maior competitividade para Friburgo

Em todo o caso, segundo David Junod, “a idéia de um festival patrocinado pelo Mummenschanz permitirá a jovens criadores beneficiar-se de numerosos contatos do grupo no mundo”.

Em todo o caso, o futuro “Espace Nuithonie”, deve oferecer a partir de 2005 “possibilidades de criação e de acolhida de espetáculos cênicos e de residência de companhias na região de Friburgo em condições profissionais”.

Note-se que está previsto também, em 2007, uma sala de concertos e de ópera, de 700 lugares, o que permitirá então à Friburgo competir com outras cidades suíças mais dotadas como Berna, Lausanne, Genebra, Basiléia, para não falar de Zurique, maior cidade do país, que dispõe de infra-estruturas culturais em função de seu peso, como um dos centros financeiros europeus.

Swissinfo, J. Gabriel Barbosa

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?