Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Grandes nomes passam férias nos Alpes suíços

As estações de inverno vivem de dia e de noite, como em Gstaad.

Nas férias de fim de ano eles aproveitam para esquiar na Suíça: já chegaram o cantor do Oasis, Angela Merkel e Richard Branson, entre outros. São aguardados ainda Nicolas Sarkozy e Carla Bruni.

Na Suíça, as estações de inverno favoritas das estrelas são Saint-Moritz, Gstaad, Verbier e Crans-Montana.

Muita neve, sol ... e muito champanhe na mesa das estrelas.

Como a cada ano, várias estações de inverno suíças se transformam em festas mundanas. Os cantões prediletos são Grisões, Berna e Valais.

Saint-Moritz

Os "grandes" se encontram no inverno em St.Moritz, no cantão dos Grisões, leste da Suíça. A chanceler alemã Angela Merkel foi uma das primeiras a chegar. Vladimir Poutine, Silvio Berlusconi, Nicolas Sarkozy e sua nova companheira, Carla Bruni, são aguardados.

A polícia dos Grisões tem, portanto, muito trabalho. "Meu pessoal está disponível dia e noite", declarou Mario Salis, diretor da polícia cantonal ao programa «10 vor 10» da televisão SF1.

Eles são acompanhados do alto das pistas de esqui até as butiques. Segundo o tamanho da delegação, quatro a cinco agentes fazem a segurança. Este ano o trabalho é particularmente árduo. Nunca houve tanta gente famosa ao mesmo tempo em St-Moritz nos últimos 30 anos, afirmou o diretor turístico da região Hanspeter Danuser.

Além dos já citados, vários membros de famílias reais européias e personalidades chinesas e indianas estão na região, acrescentou.

Crans-Montana

Crans-Montana recebia regulamente o cantor francês Gilbert Bécaud. Celine Dion e o príncipe William também vieram, segundo Gaya Carrupt, chefe da comunicação da estação de inverno.

Aos 80 anos, o ator Roger Moore, que foi o agente secreto James Bond durante seis anos, continua esquiando como um jovem e mora seis meses por ano em Crans-Montana.

Outros fiés da estação são Alain Delon, Gina Lollobrigida, a astróloga Elizabeth Tessier, a ex-miss Suíça Lolita Morena, a família Knie (gerações do maior circo suíço), o jogador de golfe Sergio Garcia e a baronesa Marianne van Brandstetter.

Verbier

Outra estação de inverno do cantão do Valais que está na moda é Verbier, preferida especialmente pelos ingleses. O milionário Richard Branson, fundador da gravadora Virgin, freqüenta as pistas há tempos e até comprou um hotel na região. Nos próximos dias, Peter Gabriel será um dos seus convidados.

O cantor inglês James Blunt entrou com os papéis para residir em Verbier. No ano passado estiveram lá os atores Hugh Grant, Julieta Binoche e José Garcia. O filho da princesa Carolina de Mônaco foi fotografado recentemente em Verbier numa briga de rua.

Champéry

O cantor e guitarrista do grupo Oasis, Liam Gallagher optou por Champéry, uma estação de inverno menos "badalada" no cantão do Valais. Segundo jornais suíços, o roqueiro britânico pôs os esquis nos pés pela primeira vez este ano.

Eric Bélanger, diretor de turismo de Champéry, afirma que o patinador suíço Stéphane Lambiel e o aventureiro Mike Horn são acíduos da estação.

Andrew Fletcher, músico do Depeche Mode, o grupo Daft Punk, Roch Voisine, os acteurs Thierry Lhermitte e Bernard Campan, a estilista Inès de la Fressange e o boxeador Franck Bruno também passaram recentemente por Champéry.

Gstaad

A famosa estação do cantão de Berna tem residentes como o cantor francês Johnny Halliday e o patrão do equipe de velejadores Alinghi, Ernesto Bertarelli. Este já está nas pistas de esqui há dias, afirma Roger Seifritz, diretor de turismo de Gstaad.

O diretor de cinema Roman Polanski, o príncipe Victor Emmanuel de Savoie, a atriz Ursula Andress e o patrão da Fórmula 1 Bernie Ecclestone são freqüentadores acíduos de Gstaad.

swissinfo com agências

Grande projeto

Crans-Montana poderá brevemente ter um grande projeto imobiliário.

O grupo russo Mirax quer construir um vasto complexo hoteleiro na região.

Estão previstos investimentos 250 a 300 milhões de dólares em uma construção de 60 mil metros quadrados em hotéis, imóveis e comércio.

As autoridades comunais e cantonais apóiam o projeto mas existe um obstáculo: obter uma derrogação da Lex Koller, a lei que regulamenta os investimentos e a posse de imóveis por estrangeiros.

Aqui termina o infobox


Links

×