Navigation

Grupo leva cinema ao campo

A van do Roadmovie percorre até estradas de terra para levar o cinema ao campo. roadmovie.ch

De Cavergno até La Côte-aux-Fées, passando por Avers-Cresta: o grupo “Roadmovie” leva cinema para o meio rural na Suíça.

Este conteúdo foi publicado em 19. novembro 2004 - 15:09

swissinfo acompanha os projetistas durante sua viagem até um pequeno vilarejo no cantão de Neuchâtel.

Ainda é cedo quando a equipe do “Roadmovie” estaciona sua van frente à sala de espetáculos de Savagnier, um pequeno povoado localizado num vale do cantão de Neuchâtel. John Wäfler diz que está cansado.

“Ontem à noite estivemos em Coeve e depois no Jura. Os habitantes dessas localidades nos convidaram para beber uns copos de vinho. Acordamos às seis horas da manhã para voltar à estrada. Nossa equipe quase não dormiu na última noite”.

O criador do projeto e seus dois projetistas, Claudia Schmid e Catherine Tissot, viajam de um vilarejo a outro. No total, a equipe já deve ter percorrido mais de seis mil quilômetros. O trabalho é praticamente sempre o mesmo: em cada local são descarregados o projetor de 35 milímetros, tela, bobinas e vários metros de cabo.

Após seis semanas de estrada, o trabalho se automatiza. “Já estamos habituados a montar a aparelhagem”, declara uma das projetistas.

Primeiras emoções cinematográficas

A sala de espetáculos do povoado serve normalmente de espaço para os ensaios do coral misto. Porém hoje ela será o cinema dos seus habitantes. No programa está prevista a exibição do curta metragem “Out of Control” e do longa de ficção “Anna annA”.

Agora são dez horas. As crianças precisam apenas atravessar o corredor da escola para chegar no salão. “Seria fantástico se pudéssemos ter aqui permanentemente um cinema, sobretudo quando ele é gratuito”, comenta um dos alunos do curso primário.

“Muitas vezes nossos espectadores descobrem o cinema através do projeto Roadmovie”, constata John Wäfler. Porém em Savagnier, a maioria das crianças já conhece muito bem esse prazer. Não muito distante do povoado está Neuchâtel, uma cidade suíça com maiores dimensões e dispondo de inúmeras salas de exibição.

Uma sessão de cinema em família

“No cantão dos Grisões (leste da Suíça), os vilarejos estão realmente cortados do mundo pelas montanhas. Lá, a maior parte dos adultos nunca havia posto os pés num cinema nos últimos trinta anos”, se lembra o responsável pelo projeto.

“O público no interior do país é muito diferente do das cidades. No meio rural todo mundo se conhece. É como se fossem todos membros de uma grande família. Muitas vezes as pessoas falam durante a exibição do filme para fazer comentários, como se eles estivessem em casa”.

Antes da projeção do filme “O gênio helvético”, do diretor Jean-Stéphane Bron, o presidente da Associação de Habitantes de Savagnier se dirige ao público, não mais do que trinta pessoas, e anuncia solenemente que dois representantes da prefeitura estão presentes no local.

Para a pausa, uma cantina foi improvisada no hall de entrada da sala de espetáculos. As mulheres do vilarejo prepararam tortas de frutas e biscoitos. Muitos conversam sobre as últimas novidades ou sobre as fofocas dos vizinhos.

“Às vezes, as bandas locais tocam antes de iniciarmos a exibição dos filmes”, conta John Wäfler. O acolhimento é diferente de uma região a outra. “Muitas vezes os habitantes nos convidam para comer nas suas casas ou para passar a noite”.

Ritmo do campo

Para a segunda edição do Roadmovie, a equipe se adaptou ao ritmo do campo. “Em 2003, nós havíamos organizado o programa durante o verão. Como as projeções eram realizadas ao ar livre, era necessário esperar até o início da noite. Para os camponeses, que estão acostumados a acordar às cinco horas da manhã, nossos horários eram muito tardios”.

Dessa vez os organizadores do Roadmovie decidiram percorrer a Suíça durante o outono. “Ao mesmo tempo esse período corresponde ao fim da temporada de trabalho nas montanhas, o que aumenta o tempo disponível dos nossos espectadores potenciais”, ressalta Wäfler.

A tour desse ano tem mais dias de exibição. Ele ocorre durante dois meses (contra um da primeira edição do projeto). Também o orçamento da associação não-lucrativa responsável pelo Roadmovie aumentou, passando de 80 mil para 120 mil francos suíços.

Revolução

Agora são 23 horas em Savagnier. Os três membros da equipe do Roadmovie estão terminando de enrolar os cabos. Ao mesmo tempo eles discutem sobre os planos para 2005. John Wäfler gostaria de oferecer paralelamente aos filmes palestras com diretores de cinema e políticos locais.

“Na semana passada, por exemplo, Jean-François Amiguet esteve em Bois, no cantão do Jura, para apresentar o filme de sua autoria (Embaixo das nuvens). Se no início do debate os espectadores estavam um pouco tímidos, no final eles acabaram tendo mais coragem e fizeram dezenas de perguntas”.

Não há dúvida: o Roadmovie 2005 irá ocorrer. “Nós já compramos o material para o ano que vem, pois até então eles eram emprestados de alguns amigos”, se alegra Wäfler. As coisas mudam e a equipe que leva cinema ao meio rural suíço se torna cada vez mais profissional.

swissinfo, Alexandra Richard
traduzido por Alexander Thoele

Fatos

Tour do Roadmovie: 5 de outubro a 26 de novembro
Filmes são exibidos em 37 municípios nas quatro regiões lingüísticas da Suíça
6 mil quilômetros serão percorridos
Em média, as exibições diurnas têm 100 espectadores. As noturnas têm 40.
Orçamento em 2003: 80 mil francos.
Orçamento em 2004: 120 mil francos.

End of insertion

Breves

- Roadmovie é um projeto sem fins lucrativos, destinado a promover a produção cinematográfica suíça, o intercâmbio cultural entre as regiões lingüísticas e o enriquecimento da oferta cultural nas zonas rurais.

- O projeto é apoiado por instituições culturais como a Swiss Films, Pour-cent culturel Migros, Cinemateca Suíça e o clube de filmes para crianças Lanterna Mágica, além de cantões e fundações diversas.

End of insertion

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?