Navigation

Portugueses começam a deixar a Suíça

A Suíça parece estar perdendo o seu brilho para os imigrantes europeus. Entre janeiro e setembro deste ano, a imigração dos países da UE caiu 26% em comparação com o mesmo período do ano passado. (RTS/swissinfo.ch)

Este conteúdo foi publicado em 09. novembro 2017 - 11:30
swissinfo.ch

A televisão pública suíça, RTS, diz que 7.891 portugueses chegaram aqui, mas 7.912 deixaram o país, citando vários motivos para a partida. A Suíça seria, assim, cara demais para eles, com pouco sol, além da situação econômica estar se recuperando em sua terra natal.

Michael Siegenthaler, do Instituto Econômico KOF Link externo do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH), diz que a queda nos números deve-se à economia da Europa que está crescendo mais rapidamente do que a da Suíça. Ele acrescenta: "Se a tendência persistir, a imigração em 2017 será a mais baixa em mais de dez anos". No entanto, o KOF prevê que o produto interno bruto suiço (PIB) cresça 2,2% em 2018, em comparação com 0,8% este ano, o que poderia tornar o país alpino mais atraente para os imigrantes.

De acordo com os últimos números da Secretaria Federal de Migração (SEM)Link externo, existem agora 2.047.684 estrangeiros que vivem permanentemente na Suíça. De janeiro a setembro de 2017, 67.039 estrangeiros chegaram aqui dos estados da UE e da EFTA.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.