Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

#SwissHistoryPics O segundo país no mundo a ter selos

A Suíça em 1843 se tornou o segundo país no mundo a introduzir selos postais após a Grã-Bretanha (1840). Os primeiros selos valem hoje uma fortuna e são avidamente disputados pelos colecionadores. O Museu da Comunicação em Berna apresenta algumas das suas raridades nas comemorações dos 175 anos do selo postal suíço. 

A coleção de selos do Museu das Comunicação é avaliada em vários milhões de francos. O selo de quatro centavos e o de seis centavos, expostos em Berna, estão entre os primeiros a entrar em circulação na Europa continental. Hoje os dois valem uma fortuna.

Com a inscrição "Taxa local" na parte inferior, o selo de quatro centavos servia para pagar pelas cartas que eram postadas dentro da cidade. Já o de seis francos, com a inscrição "Taxa cantonal", era utilizado para cartas postavas e entregues no cantão de Zurique.

Ferdinand Hodler como artista de selos

Ambos os selos tinham o mesmo padrão de design: linhas vermelhas por trás dos números para dificultar o trabalho dos falsificadores. Os selos foram populares desde o início, mas não foram impressos em grandes números. Hoje em dia são extremamente raros e podem valer entre 1.400 a 18 mil francos.

A exposição intitulada "EXTREME" apresenta também contribuições do artista Ferdinand Hodler, cujo trabalho artístico foi inicialmente rejeitado em uma concorrência de 1901, mas posteriormente aceita em 1937 como selo especial: uma taxa adicional para ajudar o Exército suíço.

Na série #swisshistorypics apresentamos fotos históricas da arte e cultura suíças.

Aqui termina o infobox