Navigation

Quando o objetivo é ir além da memória

A diretora cultural da Casa Suíça de Nova Friburgo, Rosane Canto, fala do espaço dedicado a lembrar a história da colonização suíça e a promover o diálogo entre as diversas formas de cultura da Suíça brasileira.

Este conteúdo foi publicado em 29. julho 2018 - 11:00

O Memorial foi criado no dia 1° de agosto de 1996, com o intuito de manter viva a história da imigração Suíça que veio para o Brasil em 1819 em 1820. Uma história esquecida durante 150 anos e recuperada pelo historiador suíço Martin Nicoulin.

O espaço, com a sua exposição permanente e o seu sistema multimídia, oferece aos descendentes dos imigrantes suíços, e ao público em geral, várias possibilidades de entretenimento e pesquisa. Nele é possível conhecer melhor a história da colonização helvética no Brasil, com destaque para fundação de Nova Friburgo e para os eventos decorrentes que propiciaram a reaproximação dos suíços e dos brasileiros nos últimos anos.

A Casa Suíça é uma realização do Instituto Fribourg-Nova Friburgo, que tem por objetivo promover a aproximação e o intercâmbio social e cultural entre Brasil e Suíça e melhorar a qualidade de vida de Nova Friburgo e da região.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.