Navigation

Como é viver em um palácio?

Embora a maioria dos castelos e palácios da Suíça seja de propriedade do Estado, os descendentes podem viver em algumas alas em alguns casos - como em Waldegg no cantão de Solothurn. (SRF/swissinfo.ch)

Este conteúdo foi publicado em 09. outubro 2017 - 17:00
swissinfo.ch/fh

Existem cerca de 900 castelos e palácios na Suíça, e devido aos altos custos de manutenção, a maioria pertence ao estado. Eles abrigam escritórios, bem como museus, foram convertidos em apartamentos e são locais para eventos públicos e privados.

O Waldegg, no cantão de Solothurn, tem mais de 300 anos e os descendentes do proprietário original estão há dois anos chamando novamente o lugar de lar. Eles vivem em uma ala fechada para o público.

Os castelos suíços e outros prédios esplendorosos são promovidos todos os anos na jornada suíça dos castelos, que este ano foi no 1° de outubro. Durante o dia, foram abertos 18 lugares em todo o país para que o público tenha a experiência de morar em um castelo.

Entre os castelos estavam o de Chillon, no Lago de Genebra - um dos mais visitados da Suíça; o Castelgrande, em Bellinzona, no Ticino; o de Thun, nos Alpes Berneses e o de Gruyères, em Friburgo.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.