Navigation

As pegadas de Joseph Mengele na Suíça

Depois da Segunda Guerra Mundial, Josef Mengele - um criminoso de guerra e o homem por trás dos experimentos com seres humanos no campo de concentração de Auschwitz - fugiu para a América do Sul. Lá ele conseguiu se esconder e escapar da justiça até sua morte. No entanto, ele voltou à Europa uma vez como turista - e veio para a Suíça.

Este conteúdo foi publicado em 15. novembro 2018 - 11:25

Josef Mengele decidiu quem estava 'apto' para trabalhar no campo de concentração e quem deveria morrer nas câmaras de gás. Como médico de Auschwitz a partir de maio de 1943, ele realizou experimentos cruéis com os prisioneiros, em especial testes abomináveis ​​com gêmeos. Em 1945 ele fugiu para a América do Sul, mas depois voltou a visitar a Europa, mais especificamente a Suíça, como turista, e usando seu nome verdadeiro.

O escritor e jornalista francês Olivier Guez lança uma nova luz sobre como Mengele conseguiu fugir da Europa após seu envolvimento no Holocausto. Seu best-seller 'O desaparecimento de Josef Mengele' também é interessante do ponto de vista suíço. Por muito tempo pairou a dúvida sobre como a fuga de Mengele estava ligada à Suíça. Histórias e rumores eram abundantes, mas agora este novo livro sobre o tema espera esclarecer o curso dos acontecimentos.

No passado, vários deputados suíços apresentaram moções parlamentares a fim de descobrir mais sobre a passagem do criminoso nazista na Suíça.

(SRF / swissinfo.ch)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.