Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Núpcias secretas Sigilo suíço continua em negócio de casamentos para milionários

A wedding couple by the lake

Uma combinação de exclusividade, privacidade e beleza natural faz da Suíça um destino atraente de casamento para os ricos

(Tourism Organisation Engadin St. Moritz)

Estrangeiros endinheirados que buscam celebrar grandes casamentos longe dos olhos curiosos em seus próprios países podem contar com a discrição suíça.

A sofisticada cidade suíça de Saint Moritz não tinha visto nada como isso antes. A escala e a pompa que cercaram a celebração do casamento de uma família milionária indiana em junho chegaram à mídia local. Cerca de 700 convivas foram trazidos e hospedados em cinco hotéis diferentes para uma semana de festividades. A procissão tradicional do noivo contou com os convidados do casamento ocupando as ruas da estação de esqui, dançando as músicas de uma banda de metais da Grã-Bretanha que custou 5.000 libras esterlinas (6.528 francos suíços) por dia.

videoo

wedding celebrations

As festividades continuaram durante toda a noite, iluminadas por 25 candelabros de cristal Swarovski trazidos da Holanda ao custo de 25.000 euros diários. Um complexo com quadra de tênis coberta foi convertido em um salão de dança para receber todos os convidados, e celebridades como o cantor paquistanês Rahat Fateh Ali Khan e o rapper indiano Badshah foram levados para se apresentar ao público. Estima-se que a fatura final das núpcias chegou a muitos milhões de francos suíços.

Política de privacidade

Além da comida, bebida, entretenimento e alojamento, a família indiana endinheirada que organizou o evento também estava pagando pela privacidade. Apesar da natureza pública de algumas das festividades, o nome do casal que trocou alianças não pôde ser encontrado na imprensa e nem mesmo nas mídias sociais.

Investigações iniciais sobre as suas identidades deram de encontro com uma redoma de silêncio.

“Me desculpe, mas não fornecemos nomes de visitantes por respeito à sua privacidade”, disse Nina Pongracz, do Conselho de Turismo de Engadine Saint Moritz, para swissinfo.ch.

“Não posso compartilhar nenhuma informação, já que assinei um acordo de confidencialidade com o cliente", contou Shilpa Sukumar, cerimonialista especializada em casamentos indianos estabelecida na Suíça.

Os hotéis que hospedaram os convidados do casamento deram respostas semelhantes. A privacidade venceu a publicidade e identificar a família indiana tomou horas de trabalho de jornalismo investigativo.

Identidade revelada

O ricaço não era ninguém menos que Rajiv Kumar, diretor e vice-presidente da Dharampal Satyapal Ltda. (DS Group), conglomerado conhecido pela venda da noz “Rajnigandha” e de fumo de mascar na Índia. Ele esbanjou na festa de casamento de seu filho Rohan Kumar. Com um volume de negócios de mais de 1 bilhão de francos suíços em 2015, o velho Kumar é um empresário bastante conhecido na Índia, e provavelmente a imprensa indiana adoraria ter noticiado sobre o casamento se este tivesse sido celebrado em sua terra natal.

“A privacidade é muito importante para os nossos clientes e eles geralmente exigem discrição", diz Silvia Kostner, assistente de marketing do Grand Hotel Kronenhof Pontresina, um dos locais disponibilizados para a festa de casamento da família Kumar.

Para minimizar qualquer risco de intromissão de um paparazzo ou de se ter a sua imagem capturada por um smartphone de algum curioso, os bilionários avessos à publicidade (publicity-shy billionaries) podem optar por lugares mais íntimos.

"Como o nosso hotel é pequeno, contando com apenas 57 quartos e suítes, sugerimos que todo o palácio seja fechado exclusivamente para esses clientes, para que eles se sintam ‘donos’ durante a sua estadia na Suíça. A privacidade e a confidencialidade são fatores importantes e decisivos para a escolha dos nossos serviços", diz Tomas Pedroni, do Le Grand Bellevue Hotel em Gstaad.

Além da confidencialidade, os clientes endinheirados apreciam que sejam elaborados roteiros e programações de lazer na Suíça para que a viagem valha a pena.

“Os noivos geralmente organizam um roteiro de atividades por alguns dias”, diz Claudia Jann, do Badrutt's Palace Hotel em Saint Moritz.

O mínimo de investimento requerido para um casamento deste porte é de “algumas centenas de milhares de francos”, de acordo com Sukumar. O volume de trabalho necessário para realizar um casamento indiano legítimo na Suíça permite que ela organize somente três ou quatro cerimônias por ano. Além de cumprir uma agenda complexa, os cerimonialistas deste seleto grupo também devem estar preparados para satisfazer os desejos de última hora.

“Um dos nossos clientes solicitou na manhã de seu casamento um vôo fretado para mais de uma centena de seus convidados que queriam fazer compras em Milão”, recordou Sukumar. “Infelizmente, ao invés de irem de avião, tiveram que se contentar com vagões de luxo; mas todos conseguiram passear em Milão e voltar para a festa no final do dia”.


Adaptação: Renata Bitar

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

×

Destaque