Navigation

“Quanto mais dura o casamento, mais os casais se aborrecem”

Mais de 40% dos casais casados há mais de 30 anos se declaram insatisfeitos. Este é um dos resultados de uma pesquisa na Suíça que durou seis anos.

Este conteúdo foi publicado em 12. junho 2017 - 15:00
swissinfo.ch com agências/cg
Falta de comunicação para as mulheres, distanciamento delas para os homens. Keystone

Duas mil pessoas foram consultadas para ter uma radiografia detalhada dos casais. A pesquisa foi dirigida por Pasqualina Perrig-Chiello, professora emérita no Instituto de Psicologia da Universidade de Berna. Parte dos resultados, de certa forma surpreendentes, foram divulgados pelo jornal “SontagsZeitung”, de Zurique.

Entre os casais de 65 anos ou mais, em caso de divórcio, é a mulher quem toma a iniciativa em mais da metade dos casos. A razão evocada pelas mulheres, em 80% dos casos, é a fala de comunicação com o marido. Os maridos, ao contrário, alegam o distanciamento das esposas, que não souberam voltar a dar atenção aos maridos depois de ser mães.

Resultado: “quanto mais dura o casamento, mais o casal se aborrece”, afirma o estudo. E a infidelidade tem um papel preponderante em 40% dos divórcios.

O momento delicado para os casais é a proximidade dos 50 anos de idade, mais exatamente quando o homem tem 49 e a mulher 47 anos. Isso se explica, pelo menos em parte, porque a relação começa a estagnar.

Outra surpresa é que, ao contrário do que geralmente se diz, os homens suportam mal a solidão. É por isso que que eles procurar rapidamente preencher o vazio que se segue a uma separação.  Enfim, 96% das mulheres separadas recusam-se a viver com um novo parceiro sob o mesmo teto, conforme o estudo. Resta que a receita para que o casamento perdure é generosidade e atenção recíprocas.




Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.