Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Suíço vai projetar museu em São Paulo

O arquiteto suíço Bernard Tschumi ganhau a concorrência para a construção do MAC, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo. Dois arquitetos brasileiros e um japonês também concorriam. Será a primeira obra do suíço na América do Sul, com orçamento previsto em US 10 milhões. Tschumi só esteve duas vezes no Brasil mas mandou dois funcionários, de férias, para conhecer a realidade local.

O Museu de Arte Contemporânea de São Paulo será construido num terreno de 5 mil metros quadrados. O projeto do arquiteto suíço prevê uma estrutura de 10 andares, 3 galerias e um grande terraço panorâmico. Ele pretende utilizar muito vidro e materiais transparentes.

O MAC não ainda não tem prédio próprio e o acervo, doado essencialmente pela família Francisco Matarazzo, é conservado na USP, Universidade de São Paulo, e no Museu de Arte Moderna de São Paulo, no Ibirapuera.

Primeira obra na América do Sul

Com 54 anos, Bernard Tschumi nasceu em Lausanne, oeste da Suíça, e formou-se na Escola Politécnica Federal de Zurique (EPFZ). Ele só esteve duas vezes no Brasil mas declarou à Folha de S.Paulo que "todo arquiteto é fascinado pelo Brasil, por sua cultura e arquitetura".

O MAC será a primeira obra de Tschumi na América do Sul, com orçamento previsto em US 10 milhões. Ele tem várias obras na Europa e Estados Unidos e dois escritórios, em Nova York e Paris.

swissinfo


Links

×