Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Tragédia Para não esquecer Mattmark

A língua da geleira que desabou no canteiro de obras da represa Mattmark, nos Alpes do cantão Valais, matando 88 pessoas em 30 de agosto de 1965, aumentou a consciência da população suíça para as condições de trabalho na construção civil. Meio século depois, as imagens lembram o sacrifício desses trabalhadores, na sua maioria estrangeiros, mortos para o progresso e a prosperidade da Suíça.

Como parte das comemorações do 50º aniversário da catástrofe de Mattmark, foi criada uma exposição itinerante intitulada "Mattmark 1964-2015 - Tragédia nas montanhas". A exposição é acompanhada de um filme, painéis de discussão e um catálogo. Todo o programa é organizado pela Associação Itália-Valais. Ponto alto das celebrações, uma cerimônia será realizada dia 30 de agosto de 2015 no local do desastre.

A exposição - que faz escala na Suíça, na Itália e em outubro na biblioteca do Parlamento Europeu, em Bruxelas - "responde tanto ao dever de lembrar quanto à verdade", disse para swissinfo.ch Stéphane Marti, responsável do "Comitê ad hoc Mattmark". Essa exposição presta homenagem, por um lado, às vítimas da catástrofe e suas famílias e permite, por outro lado, mostrar aos jovens a importância histórica, econômica, política e social desta tragédia, explica Marti.


swissinfo.ch oferece este álbum fotográfico que foi inspirado na exposição.

(Texto: Sonia Fenazzi; editor fotográfico: Rolf Amiet)