Perspectivas suíças em 10 idiomas

Museu defunto vende memorabilia esportiva suíça

bobsleds
Tesouros do passado, fotografadas em 2015. © Keystone / Christian Beutler

O Museu Esportivo Suíço, que fechou ao público em 2019 após o esgotamento dos fundos, conseguiu vender grande parte de sua coleção por pouco menos de CHF1 milhão (US$ 1,1 milhão).

Os objetos foram comprados por outros 66 museus e organizações na Suíça e no exterior, e apenas alguns tiveram que ser descartados, informou o museu na sexta-feira.

O presidente do conselho da fundação, Paul Engelmann, disse ser uma boa notícia que os objetos históricos serão guardados em outro lugar para a posteridade. O produto das vendas, no valor de CHF 954.000, permitiu que o museu cumprisse todas as suas obrigações financeiras pendentes.

Quase a metade das vendas foi contabilizada pelas lembranças relacionadas ao futebol compradas por uma fundação ligada ao time FC Basel. O Departamento Federal de Esportes pagou CHF200.000 pelo arquivo e pelas coleções de fotos do museu. O museu de bobsled em St Moritz comprou a coleção relacionada a esse esporte.

No total, antes de seu fechamento, o Museu Esportivo Suíço abrigava cerca de 12.000 objetos, 200.000 fotos e 11.000 livros e revistas. Entre os objetos premiados estavam uma camisa amarela usada pelo ciclista Ferdy Kübler no Tour de France, uma raquete usada pelo tenista Roger Federer, e um capacete ganho pela esquiadora Marie-Theres Nadig durante os Jogos Olímpicos de Inverno em Sapporo, em 1972.

O museu havia sido inaugurado em 1945 e era um dos mais antigos de seu tipo na Europa. Situado em Münchenstein (noroeste da Suíça), ele anunciou em setembro de 2018 que iria fechar devido a dificuldades financeiras; a decisão do que fazer com a coleção foi entregue à organização olímpica suíça. Quando aberto, o museu recebia cerca de 2.000 visitantes a cada ano.

Preferidos do leitor

Os mais discutidos

Notícias

aeroporto

Mostrar mais

Aeroporto de Genebra cobrará taxa de atraso em 2025

Este conteúdo foi publicado em O Aeroporto de Genebra pretende lançar um sistema de cotas de poluição sonora no próximo ano. Os voos que partirem após as 22h terão que pagar uma taxa.

ler mais Aeroporto de Genebra cobrará taxa de atraso em 2025
imagem

Mostrar mais

Suíços não se preocupam em perder empregos para a IA

Este conteúdo foi publicado em A inteligência artificial (IA) está influenciando a vida profissional cotidiana. Na Suíça, muitas pessoas já têm experiência com IA, inclusive em seus empregos.

ler mais Suíços não se preocupam em perder empregos para a IA

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR