Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Diplomatas dão pontapé inicial ao Campeonato da Europa

Sardinhada portuguesa não pôde faltar no torneio.

(swissinfo.ch)

A equipe das Nações Unidas venceu o torneio do corpo diplomático disputado às vésperas do Euro 2008 em Genebra. Portugal ficou em penúltimo lugar.

Os países do Grupo A – Suíça, Portugal, Turquia e República Tcheca – aproveitaram a competição para uma confraternização e para divulgar suas atracções turísticas.

O torneio disputado no sábado (31/05), no estádio do F.C. de Vernier, em Genebra, reuniu o corpo diplomático dos países que integram o grupo da Suíça (Grupo A), juntamente com as equipas das Nações Unidas, uma selecção do FC Vernier e outra do Grande Conselho de Genebra, (Grand Conseil), promotor da iniciativa.

Pela parte da manhã, o tempo ameaçava a realização do torneio, já que a chuva que caiu copiosamente no recinto do jogo, impossibilitava fosse o que fosse. Com a melhora das condições meteorológicas e com o sol a espreitar de novo, a organização viu-se então obrigada a mudar o palco do torneio para um campo de relvado sintético, no mesmo recinto, dadas as más condições do campo principal.

As equipas foram divididas em dois grupos, as quais disputaram três jogos cada, e o grande vencedor foi a equipa das Nações Unidas. Foi um resultado bem diplomático em antevisão ao grande Campeonato da Europa, que se vai realizar na Suíça e na Áustria, a partir do próximo dia 7 de Junho.

Um dos pontos de crónica, foi o forte policiamento que se fez notar em todo o perímetro do complexo desportivo, onde foram destacados diversas unidades da Polícia. Mas tudo correu bem e sem qualquer problema de registo, a não ser a própria chuva que se fez sentir em força.

Os jogos foram todos disputados com muito fair-play e nenhum dos intervenientes reclamaram das decisões dos árbitros. Alguns cartões amarelos foram mostrados e até um vermelho. Mas tudo se deveu à intensidade e à emoção do próprio jogo.

Portugal em penúltimo



A equipa de Portugal, orientada pelo Cônsul Geral de Portugal em Genebra, Júlio Vilela, teve uma participação modesta ao perder dois jogos e ganhar o último à República Checa, classificando-se no 5° lugar do torneio. A derrota mais pesada – por cinco golos a zero – foi contra a equipa da Turquia, que foi bem melhor em todos os aspectos.

Talvez a selecção de Portugal tenha que fazer bastante atenção com o jogo inaugural com a Turquia, no próximo dia 7 de Junho, se tivermos em consideração o resultado deste jogo entre as equipas do corpo diplomático.

O evento serviu ainda para os países participantes darem a conhecer as suas realidades turísticas com a exposição de diversos prospectos. Outro dos pontos altos foi a gastronomia, onde cada país tinha uma tenda à disposição para as suas especialidades. Portugal não deixou de apresentar as famosas sardinhas assadas na brasa, como as tradicionais bifanas; os suíços, o famoso "raclette" de queijo; os turcos, os Kebaps; e os checos, uns panados de carne e a famosa cerveja Pilsner.

Houve ainda muita animação cultural dos países intervenientes. Portugal apresentou o seu folclore com o grupo Estrelas de Portugal de Genebra. Foi uma iniciativa muito agradável, que serviu para uma aproximação das diferentes culturas dos países participantes.

O anfitrião, o FC Vernier, é um clube modesto dedicado à prática do futebol, e que conta nas suas fileiras mais de 500 atletas, oriundos de todos os países, nos diversos escalões etários. O FC Vernier é já por si um excelente exemplo de integração e de convívio salutar entre as diversas nacionalidades que vivem na Suíça.

São muitos os portugueses que integram este clube, como alguns elementos brasileiros, desde treinadores a jogadores, como é o caso também de uma família portuguesa, a família Dias, que está à frente do serviço de Bar e do espaço de convívio do clube.

No final da tarde, os vencedores foram apresentados em grande apoteose e a chuva voltou em grande força, mas, para a grande satisfação dos organizadores, o torneio e o convívio tinham acabado de terminar...

Adelino Sá, swissinfo

Opiniões

"Foi com muito gosto que nós aceitámos participar [do torneio] com o objectivo de, numa forma festiva e descomplexada, tentarmos conviver com representações de outros países. É com certeza uma antecipação do Euro, num plano obviamente não profissional." (Júlio Vilela, Cônsul Geral de Portugal em Genebra)

"Penso que o desporto não tem limites e é uma actividade que dá aos povos os dois lados, de conviverem e de criarem a amizade. Não sou uma grande especialista de futebol e espero apenas que a amizade seja a vencedora." (Ayse Nur Kurttckin, Cônsul Geral da Turquia em Genebra)

"Sente-se já em Genebra uma atmosfera que se desenvolve e isto a semana do grande evento, esta festa parte desse mesmo ambiente também. Quem vai ganhar? Bem, se a República Checa não ganhar, que ganhe a Suíça..." (Pavel Hrncir, Cônsul Geral da República Checa)

"Foi a Cumuna de Vernier que organizou este torneio, e é extraordinário, dado que nos permite conviver com as outras nacionalidades que participam do Euro 2008. É pena que não estejam aqui também outras equipas que participam no torneio, como a França. Mas estamos muito contentes que a Turquia está aqui, a ONU, República Checa e Portugal." (Cerutti Thierry, respondível pelo Conselho Municipal de Vernier)

Aqui termina o infobox


Links

×