Navigation

Clicando até chegar na democracia

Keystone / Jens Büttner

A Wikipédia foi fundada há 20 anos e é hoje um dos sites mais visitados do mundo. O livre acesso ao conhecimento também define os impulsos democráticos?

Este conteúdo foi publicado em 15. janeiro 2021 - 10:00

No início, muitos achavam que a Internet provocaria uma onda de democratização que varreria o mundo. A livre disponibilidade de informações, as oportunidades expandidas de participação e o intercâmbio sem limites davam a crer que seria uma questão de tempo até que a liberdade também se espalhasse.

A enciclopédia online Wikipédia, que entrou online em 15 de janeiro de 2001, parecia tornar esta utopia em realidade. Nos vinte anos de sua existência, apesar de todas suas deficiências, ela tornou-se um exemplo modelo de projeto coletivo, interlinguístico, não comercial e pluralista, e único em seu tamanho até hoje.

Mas seria a Wikipédia também uma história de sucesso em termos de promoção da democracia em todo o mundo?

A missão da Wikipédia é fornecer acesso livre para todos ao conhecimento da humanidade. Esta democratização do conhecimento, onde todos também podem contribuir, foi uma redefinição radical das enciclopédias anteriores, que eram esforços elitistas. Se todos tivessem agora acesso às mesmas informações, todos os cidadãos teriam igual oportunidade de participar dos processos políticos, argumenta a Wikimedia Foundation, que coordena o projeto a partir de São Francisco.

Educação e democracia

Hoje sabemos que graças à Internet a democracia não viveu o início espontâneo de uma marcha triunfal através da história mundial. É verdade que os meios de informação foram democratizados, mas isto não resultou em uma mudança do poder político, diz Sarah Genner. "As pessoas tinham esperanças exageradas e acreditavam que o progresso tecnológico iria deslocar quase que automaticamente o poder político para as bases", diz a estudiosa da mídia, que pesquisa o tema da digitalização.

Genner está convencida de que há muitos mal-entendidos no debate sobre democracia digital, e que o desenvolvimento não está indo em uma direção em particular. "Com a Internet, as ferramentas editoriais foram democratizadas. Mas acontece que isto não torna o debate político necessariamente mais democrático e participativo". Além disso, há o grande problema de que os efeitos da democratização são dificilmente verificáveis.

Sarah Genner

Mas a Internet certamente deu um impulso. A mobilização digital que ocorreu durante a primavera árabe, por exemplo, foi um fator-chave por trás da derrubada de regimes no Oriente Médio. Embora não houvesse uma ampla onda de democratização, o equilíbrio político de poder foi alterado nos anos que se seguiriam.

É nesta área do mundo que o dilema da Wikipédia se torna aparente. Enquanto estima-se que 313 milhões de pessoas tenham o árabe como sua primeira língua, outros 424 milhões o falam como segunda ou terceira língua. Contudo, as versões em árabe da Wikipédia juntas têm menos de 2,5 milhões de artigos; mais ou menos o mesmo que a versão em alemão, que é destinada a um número três a quatro vezes menor de pessoas.

A plataforma é também um reflexo do nível de educação e do acesso à web. Genner identifica aqui um problema que se aplica à Internet em geral e à Wikipédia em particular: o acúmulo de conhecimento muitas vezes ocorre onde já existe desenvolvimento. Assim, a lacuna de conhecimento aumenta, e com ela a desigualdade. Para Genner, a Wikipedia é talvez o projeto online de larga escala mais democrático, mas, ela acrescenta, "80% da Wikipédia foi escrita por 1% de seus usuários, que em sua maioria são homens brancos instruídos".

Censura como medida

Embora a influência política democrática da Wikipédia seja difícil de quantificar, há poucas dúvidas de que ela existe, ou pelo menos é percebida como existente. A censura dirigida contra a plataforma atesta este fato.

"A censura da Internet se correlaciona com regimes autoritários", diz Genner. A disseminação descontrolada de informações que são potencialmente danosas aos olhos dos poderosos acarreta o risco de insurreição. É por isso que as elites de poder antidemocráticas querem impedi-la, bloqueando-a. Isto vale também para a Wikipédia, mas não apenas para ela, aponta Genner.

De fato, o bloqueio do acesso à Internet provou ser uma ferramenta popular, por exemplo, durante manifestações ou tumultos em geral. O foco é então principalmente a mídia social, onde a informação pode se espalhar muito rapidamente. Em caso de dúvida, o acesso é simplesmente cortado.

Com a Wikipédia, o caso é diferente. Não é a velocidade que caracteriza a enciclopédia, mas a verdade e a autoridade de suas interpretações, e até mesmo sua própria existência, já que o que não está na Wikipédia, não existe. Por outro lado, isto também significa que o que não deve existir aos olhos dos poderosos deve desaparecer da Wikipédia.

Assim, existem exemplos de censura dirigida principalmente à WikipédiaLink externo. Enquanto em alguns países europeus ela é dirigida contra artigos individuais, em outros é dirigida contra seções inteiras da plataforma. Por exemplo, o Irã, que está combatendo o separatismo curdo, já bloqueou temporariamente o acesso à Wikipédia em língua curda no passado. E a Turquia bloqueou toda a Wikipédia por 2,5 anos após um relatório que abordava o suposto apoio turco a organizações terroristas na Síria, até que o bloqueio foi levantado no início de 2020, após uma decisão do Tribunal Constitucional. Na China, a Wikipédia está completamente bloqueada desde abril de 2019.

Antidemocrática?

No entanto, a plataforma também tem sido criticada recentemente. Em termos de conteúdo, a Wikipédia seria agora dominada por grupos exclusivamente masculinos e elitistas, e a diversidade é muito pouco desenvolvida embora isto possa variar significativamente de acordo com a versão linguística. A revista de tecnologia Wired escreveuLink externo que a plataforma está em uma encruzilhada por este motivo. Se a equipe editorial não for diversificada, a Wikipédia poderá enfrentar problemas existenciais.

Mais agudo, porém, parece ser o problema do número decrescente de colaboradores; cada vez menos pessoas estão dispostas a escrever ou atualizar artigos de forma voluntária. Isto, por sua vez, leva a que os artigos fiquem desatualizados ou sejam atualizados apenas lentamente.

Apesar de profetizado com frequência, resta saber se o fim da Wikipédia está realmente próximo. Após vinte anos de existência, o entusiasmo inicial diminuiu um pouco, mas as estruturas dentro da plataforma foram sendo continuamente adaptadas.

Apesar de todas as críticas, em comparação com as plataformas com um alcance semelhante, a Wikipédia tem hoje uma imagem relativamente respeitável. O longo processo de produção e o fato de o conteúdo ser verificado por várias pessoas são, em última análise, uma expressão de uma consciência democrática em contraste, por exemplo, com as mídias sociais, cuja influência na política tem causado um mal-estar crescente nos últimos anos.

A posição preeminente da Wikipédia traz consigo um problema, já que há muito tempo ela superou outras enciclopédicas clássicas cujo conteúdo é produzido profissionalmente e cobram pelo serviço. Se a Wikipédia perder relevância porque, por exemplo, o número de contribuintes continua a diminuir ou os problemas de financiamento constantes se intensificam, a disseminação competente do conhecimento pode enfrentar grandes problemas.

Quem preencheria a lacuna deixada pela Wikipédia nesse caso? Google, Apple, Facebook ou Amazon são certamente candidatos, mas heróis da democracia decididamente não.

Adaptação: DvSperling

Wikipédia e Suíça

No caso da Suíça, a Wikipédia mostra sua força ao conectar áreas linguísticas inteiras. As versões em alemão, francês e italiano estão entre as 10 melhores da plataforma por número de artigos. Assim, os suíços têm acesso a conteúdos que não poderiam produzir por conta própria.

O que a Suíça consegue por si só, no entanto, são contribuições específicas. A questão da diversidade na plataforma levou ao projeto "Women for WikipediaLink externo" na Suíça. A ação coordenada visa incluir mais biografias sobre as mulheres na plataforma porque a igualdade começa com a visibilidade. Tendo em vista o 50º aniversário do sufrágio feminino, este é um empreendimento atual. Desta forma, a Wikipédia mostra que mesmo uma democracia pode ser ainda mais democratizada.

End of insertion

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.