Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Saúde Senado suíço defende propaganda tabagista

A Lei do Tabaco foi encaminhada de volta ao governo. O senado suíço rejeitou na terça-feira, 14 de junho, as propostas do governo e solicitou que o mesmo reveja totalmente a questão. A propaganda do cigarro deve continuar sem restrições.

A indústria tabagista conseguiu apagar os planos do governo

A indústria tabagista conseguiu apagar os planos do governo

(Keystone)

A lei sobre o tabagismo já havia sido fortemente contestada durante as consultas, sendo considerada branda demais pelos meios ligados à saúde e invasiva demais pela indústria tabagista. Os argumentos desse setor da indústria acabaram prevalecendo entre os senadores. A maioria acredita que a lei vai longe demais e interfere nos princípios da economia de mercado.

O projeto do governo visa proibir a propaganda do cigarro em cartazes no espaço público, cinemas, jornais e na internet. A apresentação de amostras grátis também deve ser proibida e os descontos no preço dos cigarros só seriam parcialmente permitidos.

O patrocínio de festivais de importância nacional continuaria a ser legal, mas não o de eventos internacionais. A propaganda em artigos de consumo, bem em pontos de venda continuaria sendo permitida. A promoção direta por representantes ainda seria permitida, assim como a propaganda pessoal dirigida aos consumidores adultos. 

Uma restrição da propaganda do cigarro afetaria o número de fumantes? Deixe o seu comentário!

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch com agências

×