Navigation

Contas públicas da Suíça fecharam 2017 melhor do que o esperado

O ministro das Finanças Ueli Maurer disse que o superávit não podia ser previsto Keystone

As contas do governo suíço fecharam 2017 com um superávit de CHF 2,8 bilhões (US$ 3 bilhões), em vez do déficit previsto de CHF250 milhões, anunciou o ministro das Finanças, Ueli Maurer, em uma coletiva de imprensa em Berna na quarta-feira. Isso se deve principalmente a receitas tributárias mais elevadas do que estimado.

Este conteúdo foi publicado em 15. fevereiro 2018 - 09:44
ATS

O superávit teria sido ainda maior, no valor de CHF 4,8 bilhões, se não fosse uma provisão contábil de CHF 2 bilhões.

O excedente real de CHF 2,8 bilhões deve-se principalmente a receitas de adiantamentos fiscais, que foram quase um terço maiores do que o esperado, atingindo CHF 8,83 bilhões. Essa economia não tinha como ser prevista, diz o governo.

Conteúdo externo

A receita total aumentou 5,4% em 2016 para CHF 71,09 bilhões, enquanto que as despesas aumentaram 2%, para CHF 68,3 bilhões. Esse resultado estava ainda 0,6% menor que a previsão geral. No entanto, a queda das despesas foi maior nas áreas de segurança social (-CHF 333 milhões), transporte (-CHF155 milhões), bem como educação e pesquisa (-CHF111 milhões).

Uma receita extraordinária de CHF 177 milhões também foi gerada. A Comissão de Concorrência arrecadou CHF 99 milhões em multas, e CHF 78 milhões também foram recebidos como parte do acordo de liquidação da Swissair.

Na reunião de hoje, o Conselho Federal também estabeleceu o plano financeiro para 2019-2021, que prevê excedentes de pouco mais de um bilhão para 2019 e 2020, e 1,9 bilhões em 2021.


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.