SWISS decola reembolso de passagens aéreas

A partir da segunda-feira, o sistema de reembolso será automatizado, pelo menos para passagens compradas em agências de viagem. Keystone / Laurent Gillieron

A Swiss International Air Lines (SWISS) planeja acelerar o processo de reembolso de passagens aéreas adquiridas através de agências de viagens afetadas pela pandemia do coronavírus.

Este conteúdo foi publicado em 24. julho 2020 - 09:15
swissinfo.ch/fh

A empresa anunciou na quinta-feira que pretende processar todos os pedidos de reembolso feitos antes do final de junho, até o final de agosto.

"Em 27 de julho de 2020, a SWISS reativará as funcionalidades de reembolso em todos os sistemas de reserva (GDS) para agências de viagem", disse.

A função de reembolso automático online foi adaptada a fim de evitar possíveis fraudes, acrescentou a empresa aérea, que enfatizou que muitas passagens já haviam sido reembolsadas anteriormente.

A SWISS havia sido criticada pelas agências de viagem por não ter reembolsado prontamente as passagens que foram canceladas ou não puderam ser usadas pelos passageiros devido à pandemia.

No caso de cancelamentos como os provocados pela pandemia de Covid-19, as operadores de turismo suíças são obrigadas por lei a reembolsar as passagens. Mas Thomas Stirnimann, o diretor executivo do grupo de agências de viagem Hotelplan, reclamou em maio que a SWISS não estava reembolsando as agências de viagem com rapidez suficiente.

A SWISS disse para swissinfo.ch na época que estava de fato reembolsando clientes individuais assim como agências, mas que estes pagamentos estavam demorando mais do que o normal devido à alta demanda.

Em maio, o parlamento suíço aprovou um crédito de CHF1,875 bilhão (US$1,92 bilhão) para ajudar a SWISS e outras empresas de aviação que asseguram a infraestrutura de transporte vital para a economia suíça.

Partilhar este artigo