Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Escândalo das apostas: 28 jogos sob suspeita na Suíça

Peter Limacher, funcionário da Uefa, responde a perguntas sobre as investigações do escândalo, em coletiva no comando da polícia de Bochum (Alemanha)

(Keystone)

O suposto "maior escândalo de fraude no futebol europeu" atinge também a Suíça: duas pessoas foram presas e 22 partidas da segunda divisão, bem como seis jogos-testes estão sob suspeita.

Segundo a Promotoria e a polícia de Bochum (Alemanha), os resultados de cerca de 200 partidas de futebol em oito países europeus podem ter sido manipulados ou pelo menos foram alvo de tentativas de manipulação desde o início de 2009.

Após quase um ano de investigações, a Promotoria da cidade alemã informou nesta sexta-feira (20/11) que pelos menos 200 pessoas e o mesmo número de jogos estariam envolvidos no escândalo.

Até agora, 15 pessoas foram detidas em quatro países, entre elas, duas na Suíça, acrescentou sem revelar detalhes. Os integrantes da máfia de apostadores são acusados de terem subornado jogadores, treinadores, árbitros e dirigentes para tentar "influenciar" resultados de jogos no futebol europeu.

Jogos sob suspeita na Suíça

Durante uma entrevista coletiva à imprensa em Bochum, na tarde desta sexta-feira, a autoridade distribuiu uma lista dos países e jogos envolvidos. Segundo o documento, 28 partidas foram alvo de tentativas de manipulação e/ou manipulação consumada na Suíça.

Segundo a Promotoria de Bochum, 22 jogos da Challenge League (campeonato da segunda divisão do futebol suíço) e seis partidas preparatórias estão na mira dos investigadores.

A Liga Suíça de Futebol e a Associação Suíça de Futebol (ASF) dizem desconhecer qualquer investigação nesse sentido, informa agência de notícias esportivas suíça SI.

Robert Breiter, jurista da ASF, explicou à agência que, "desde o verão europeu deste ano, a Copa da Suíça, a Axpo Super Liga e a Challenge League estão conectadas ao sistema de controle da Uefa. Nesse período, não houve nenhum alarme sério. Possivelmente aconteceu algo antes disso."

Na Alemanha, de onde teria operado a máfia de manipuladores, 32 jogos estão sob suspeita. Além disso, foram mencionadas partidas supostamente manipuladas na Áustria, Bélgica, Croácia, Eslovênia, Turquia e Bósnia (veja tabela na coluna à direita).

Estão sendo investigados também três jogos da Liga dos Campeões e 12 da Liga da Europa. Essas partidas fazem parte de uma lista de 40 declaradas "sob suspeita" pela Uefa.

Até mesmo um jogo pelas eliminatórias à Eurocopa Sub-21 está sob suspeita de ter sido "influenciado.

O grupo de apostadores liderado por dois irmãos croatas, cujos nomes já estiveram envolvidos num escândalo de manipulação no futebol alemão em 2004, teria desviado dez milhões de euros com apostas na Ásia e na Europa.

"Isso é só a ponta do iceberg", disse o coordenador da equipe de investigadores, Andreas Bachmann, segundo informam as agências de notícias. Peter Limacher, diretor do departamento disciplinar da Uefa, disse que se trata, "sem dúvida, do maior escândalo de fraude já ocorrido no futebol europeu".

Punição severa

A Uefa anunciou que pedirá punições mais severas para os integrantes da máfia que operava no setor de apostas esportivas de vários países europeus e que pode ter manipulado o resultado de cerca de 200 partidas em 2009.

"A Uefa se envolveu ativamente nas investigações e prestou assistência com informação detalhada a partir de seu Sistema de Detecção de Fraude em Apostas", diz um comunicado publicado pela entidade, nesta sexta-feira, em sua sede em Nyon (Suíça).

Segundo a Uefa, o sistema "monitora todas as competições da Uefa e as partidas de primeira e segunda divisão de todos os países europeus perante suspeitas de fraude nas apostas". Ao todo, são 29 mil jogos de futebol por temporada.

"Eu gostaria de agradecer às autoridades alemãs por essa ação e por sua colaboração. O caso mostra que é possível que as autoridades de um Estado trabalhem junto com um organismo esportivo em matéria de corrupção e de fraude", declarou o secretário-geral da Uefa, Gianni Infantino, segundo informa a agência de notícias EFE.

"Vamos continuar nossa batalha contra toda forma de corrupção no futebol europeu com tolerância zero. Pediremos as sanções mais duras para os culpados perante os tribunais competentes, sejam cidadãos, clubes ou dirigentes", acrescentou.

swissinfo.ch com agências

Jogos sob suspeita

País: jogos, liga

Suíça: 28, sendo 22 da Challenge League e 6 jogos-testes

Alemanha: 32 sendo 4 da Segunda Divisão, 3 da Bundesliga (Primeira Divisão), 18 de ligas regionais, cinco de ligas distritais e 2 da seleção sub-19

Áustria: 11 da primeira e segunda divisões

Bélgica: 17 da segunda divisão

Croácia: 14 da primeira divisão

Eslovênia: 7 da primeira divisão

Turquia: 29 (primeira e divisões inferiores)

Bósnia: 8 da primeira divisão

Europa: 15, sendo 3 da Liga dos Campeões e 12 da Liga da Europa

Fonte: Promotoria Pública de Bochum, Alemanha

Aqui termina o infobox

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×