Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Marco da arte contemporânea Última chance de ver as obsessões de Harald Szeemann


1972, Harald Szeemann, no último dia da Documenta 5, em Kassel

O curador no centro do palco: Harald Szeemann comemora o último dia de sua Documenta 5, em Kassel (Alemanha), 1972. (Balthasar Burkhard)

(Estate Balthasar Burkhard)

Harald Szeemann (1933-2005) foi 'chutado' de Berna por causa das reações escandalizadas à sua última exposição no comando da Kunsthalle da cidade, "Quando as atitudes tornam-se forma" (1969). Foi sem dúvida uma grande perda para a cidade: Berna nunca mais conseguiria atrair a vanguarda artística européia e internacional que invadiu a cidade durante o tempo de Szeemann na Kunsthalle, entre 1961 e 1969.

Para o curador, porém, sua saída marcou apenas o início de uma prolífica carreira internacional, tornando-se praticamente "sinônimo do advento do globalismo na arte contemporânea", segundo o folheto que acompanha a exposição "Harald Szeemann: Museu das Obsessões", atualmente em cartaz no "laboratório" original de Szeemann, a própria Kunsthalle de Berna.

Szeemann

Durante o tempo de Harald Szeemann como diretor da Kunsthalle Bern (1961-69), a cidade se tornou um imã para artistas radicais, pensadores e boêmios.

Depois de Berna, Szeemann iria agitar acontecimentos artísiticos (mais que eventos) em diversas cidades, tomando as rédeas inclusive de algumas das mais importantes mostras internacionais de arte, como a documenta em Kassel e a Bienal de Veneza.

Seu legado é superlativo mesmo: um dos mais destacados promotores da arte conceitual, pós-minimalismo e outras vanguardas pós-1960, Szeemann implodiu os rígidos padrões eurocêntricos que costumavam guiar (e ainda guiam, em muitos casos) os programas de espaços e museus de arte.

O arquivo de Szeemann, que ele chamava de "Museu das Obsessões" e compreende cada peça de suas mais de 150 exposições, acabou sendo comprado pela Fundação Getty - e agora volta para Berna. Mas corra! A exposição termina no dia 2 de setembro.


Harald Szeemann: O avô, um pioneiro como nós

A retrospectiva em cartaz da obra de Harald Szeemann compreende também uma reconstrução da exposição de 1974 "Grossvater: ein Pionier wie wir", ...


Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.