Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Artesãos Olhos de vidro vistos por dentro

Olhos são o espelho da nossa alma. Mas o que acontece se perdemos um olho em um acidente ou por causa de uma doença? Olhos de vidro podem quebrar o galho nesses casos, uma vez que a perda de um olho é um choque terrível que chega a provocar depressão profunda nas pessoas afetadas. Os olhos de vidro são adaptados tanto para usos cosméticos como também para casos clínicos. O ocularista Matthias Buckel nos apresenta a curiosa arte de fazer olhos artificiais.

Após um grave acidente, o jovem ator teve de abandonar sua profissão dos sonhos. Só então ele se interessou pelo ofício de seu pai, que fazia bolas de vidro. De Werner Buckel ele aprendeu a arte de moldar vidro, que, por sua vez, lhe foi introduzida por seu tio, Ernest Greiner.

O tio-avô de Matthias Buckel veio da cidade de Lauscha, na floresta da Turíngia (Alemanha), famosa por suas artesanias em vidro e onde não só a indústria de enfeites de árvores de Natal tem uma longa tradição, como também a produção de lentes especiais. Ainda hoje, Matthias Buckel utiliza o criolito, uma espécie de vidro com aditivos minerais produzido em Lauscha.

Ernest Greiner estabeleceu-se em Genebra em 1896. Desde então, a empresa familiar tem servido toda a Suíça ocidental com olhos de vidro. Na Suíça, cerca de 5.000 pessoas usam olhos artificiais, e Buckel agora introduz suas duas filhas ao tradicional ofício familiar.