Perspectivas suíças em 10 idiomas

Suíços mantém exército e aposentadoria

Ilustração. Swiss vote

Quase tudo continua como antes depois da votação do final de semana. Os suíços votaram contra o corte no orçamento do exército e a aposentadoria aos 62 anos. Mais uma vez, duas regiões linguísticas votaram de maneira diferente.

Os três principais temas votados no final de semana na Suíça mostraram mais uma vez as divergências de opinião entre regiões linguísticas. O corte e metade do orçamento do exército e o aposentadoria aos 62 anos para homens e mulheres foram aprovados nos estados de língua francesa e italiana e rejeitados nos de língua alemã. A participação foi de 41 p/cento

Como os de língua alemã são maioria (quase 70 p/cento) as duas propostas foram rejeitadas. Em Genebra (de língua francesa), a aposentadoria aos 62 anos foi aprovada por 62 p/cento dos eleitores e o corte no orçamento do exército por 60 p/cento.

Em Zurique, maior estado e de língua alemã, a aposentadoria aos 62 anos foi rejeitada por 65,4 p/cento e o corte no exército por 62,9 p/cento. Os resultados mostram mais uma vez que, em matéria social, a parte alemã é mais conservadora, em média, do que a parte latina do país.

O governo federal se opunha às duas iniciativas votadas (promovidas pelos socialitas e pelos ecologistas). Os verdes propunham reduzir a idade de aposentadoria para 62 anos (atualmente ela é de 65 para os homens e 64 para as mulheres). O governo alegava que o sistema de aposentadoria mínima (AVS) se tornaria inviável como os custos adicionais acarretados pela proposta.

Reduzir pela metade o orçamento do exército era proposta do Partido Socialista, alegando que, depois da guerra fria, os gastos atuais são exagerados. O governo afirmava que a defesa do país não seria mais credível e também compromoteria a reforma do exército em andamento e que vai reduzir o serviço obrigatório de 400 mil para 100 a 120 mil homens e aumentar a profissionalização do exército.

Os eleitores também votaram em referendo e aprovaram a nova lei do funcionalismo público federal, dando menos estabilidade aos funcionários.

swissinfo com agências.

Os mais discutidos

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR