Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Credit Suisse lucra como nos bons tempos

Credit Suisse aparentemente superou a crise.

(Keystone)

No terceiro trimestre de 2009, o segundo maior banco suíço teve um lucro líquido de 2,4 bilhões de francos – 50% a mais do que no trimestre anterior.

O Credit Suisse recebeu novas aplicações no valor de 16,7 bilhões de francos, o dobro do esperado por analistas. O banco também anunciou um novo sistema de bonificações para seus executivos.

O lucro líquido dos primeiros nove meses de 2009 soma 5,9 bilhões de francos, em comparação com o prejuízo de 2,2 bilhões de francos no mesmo período do ano passado.

"O resultado mostra que a estratégia do Credit Suisse (CS) dá retorno e forma uma boa base para receitas sustentáveis, sólidas e menos voláteis", disse o executivo-chefe do grupo, Brady Dougan, em um comunicado à imprensa.

Segundo a agência de notícias AWP, os analistas haviam esperado, em média, um lucro líquido de 1,7 bilhão de francos. No terceiro trimestre de 2008, o banco ainda tinha sofrido um prejuízo de 1,3 bilhão de francos.

O CS também ressalta que tem uma capitalização fortíssima, tendo atingido uma cota de 16,4% de capital principal próprio no terceiro trimestre.

Banco de investimentos



No terceiro trimestre, o CS continuou atraindo novos clientes em todo o mundo. Eles depositaram um total de 16,7 bilhões de francos líquidos no banco. Analistas haviam esperado a metade desse valor em dinheiro novo.

O volume de fortunas administradas pelo CS no terceiro trimestre totalizou 1,225 trilhão de francos, contra 1,175 trilhão no trimestre anterior.

Os novos depósitos em contras privadas somaram 13,1 bilhões de francos. Deste total, 7,5 bilhões vêm dos negócios internacionais e 5,6 bilhões do mercado suíço.

Como nos primeiros seis meses deste ano, também no terceiro trimestre a área de banco de investimento contribuiu com a maior parte do lucro (1,746 bilhão de francos). As posições de risco continuaram sendo reduzidas.

Segundo Dougan, caso as condições do mercado continuem favoráveis, o Credit Suisse espera continuar tendo uma evolução positiva em todas as áreas de negócios. "O banco está em condições de trabalhar com sucesso também se a situação do mercado piorar."

Novo sistema de bônus



A partir do próximo ano, o Credit Suisse pagará aos seus cerca de 7 mil executivos um maior salário fixo e reduzirá a participação dos bônus nos vencimentos, informou a instituição na terça-feira (20/10). Bônus de até 125 mil francos continuarão sendo pagos em espécie.

O valor do bônus não será mais dependente apenas da cotação das ações do CS, como também dos juros sobre o capital próprio do banco e, em caso de prejuízo, poderá ser reduzido.

Segundo o banco, o novo sistema corresponde à diretrizes aprovadas recentemente pelo G20. As regras valem também para a diretoria. Para os funcionários dos escalões inferiores, os salários continuarão sendo ajustados anualmente.

swissinfo.ch com agências

Fatos

Lucro líquido nos primeiros nove meses de 2009: 5,9 bilhões de francos

Prejuízo líquido em 2008: 8,2 bilhões de francos.

Lucro líquido em 2007: 7,76 bilhões de francos.

Retirada de capitais em 2008: 3 bilhões de francos (para comparar: 226 bi foram retirados do UBS).

Cota de capital próprio em setembro de 2009: 16,4%, contra 13,3% em 2008 e 11,1% em 2007.

Aqui termina o infobox


Links

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×