Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Selecção portuguesa é recebida por 10 mil torcedores

Portugueses festejam a chegada da seleção à Suíça

(Keystone)

A selecção portuguesa foi recebida em apoteose pela comunidade portuguesa, quando da sua chegada à Suíça, no final da tarde deste domingo (01/06).

Scolari mostrou-se surpreso com o entusiasmo da torcida e disse ter a impressão de que, após a Euro 2004, Portugal volta a "jogar em casa".

Desde que o avião da comitiva portuguesa aterrou em Genebra, as manifestações por parte da comunidade foram em número tão impressionante, que deixou as forças policiais sem palavras.

No entanto, tudo decorreu pelo melhor, levando inclusivamente alguns agentes da ordem deixarem-se posar para a fotografia da praxe. O melhor estava para acontecer quando em Copett mais de 1300 motoqueiros (motards), segundo números avançados pelas autoridades, fizeram o cortejo ao autocarro com a selecção até ao Hotel Beau Rivage em Neuchatêl.

Ao longo do percurso desde Genebra até Neuchatêl (cerca de 130 km), foram dezenas de milhares de portugueses que quiseram demonstrar o seu apoio à equipa de Portugal, que no próximo dia 7 de Junho vai enfrentar no seu primeiro jogo a selecção da Turquia, em Genebra.

Apoio brasileiro



Em frente ao Hotel Beau Rivage, até uma fã brasileira gritava o nome de Portugal. Para a Marisa Cruz, a viver em Berna há vinte anos, era uma emoção muito forte, dado a sua simpatia pelos portugueses e pelos laços de amizade que unem os dois povos.

O forte policiamento que fazia sentir, não foi suficiente para esmorecer os cerca de 10 mil apoiantes em frente ao Hotel que gritavam bem alto o nome de Portugal e do treinador Scolari.

Havia também alguns descontentes, principalmente com as medidas tomadas para garantir a tranqüilidade dos jogadores no hotel. As barreiras à volta do estabelecimento foram revestidas de plástico preto para que os jogadores não sejam vistos.

Críticas

"Isso é um exagero. Por acaso a seleção está de luto?", perguntou um dos presentes. "Não queremos incomodá-los, apenas vê-los, reclamou outro." "Que imagem é esta que darão aos nossos filhos?", questionava outro descontente.

Quando as televisões faziam o "directo" para as estações, o barulho chegava a ser ensurdecedor por vezes. As manifestações de apoio impressionaram os portugueses, em Portugal. Um deles disse a swissinfo, por telefone, que "se eles não ganharem o Euro 2008 não será por falta de apoio".

Prevê-se que em Neuchatêl só se irá falar o português nas próximas semanas, e todas as iniciativas culturais das autoridades locais têm programas com actividade portuguesas incluídas, durante todo o mês de Junho.

Placas de boas-vindas

Na recepção em Neuchâtel, Scolari e o capitão da selecção, Nuno Gomes, receberam das mãos de uma comitiva, em representação da comunidade portuguesa, placas comemorativas de boas-vindas à Suíça.

Uma das organizações é o Miss Portugal Suíça que fez questão de que a eleita do concurso deste ano, Liliana Mota, de Genebra, entregasse pessoalmente ao treinador da selecção a placa em nome da organização (leia mais na coluna à direita).

Scolari surpreso



O treinador da selecção portuguesa, Luiz Felipe Scolari, declarou à swissinfo a surpresa pela entusiástica recepção por parte da comunidade portuguesa à comitiva nacional.

"A minha reacção é de espanto porque a gente esperava uma solidariedade grande, esperava apoio, esperava muitas pessoas, mas não tantas como vimos desde o aeroporto até aqui. Espectacular. Praticamente idêntico ou ainda em maior número ao Euro 2004", disse.

Segundo ele, "dá a impressão a todos nós que vamos jogar novamente em casa. A comunidade portuguesa pode esperar tudo aquilo que nós pudermos fazer. Os jogadores vão dar o seu melhor sempre e dando o seu melhor, acho que vamos conseguir os objectivos".

swissinfo, Adelino Sá e Claudinê Gonçalves, Neuchâtel

Emoção dos jogadores

Dois jogadores da seleção, Pepe e Hugo Almeida, confirmaram segunda-feira, em coletiva à imprensa, terem ficado emocionados com o que viram na chegada à Suíça.

Hugo Almeida disse ter ficado "arrepiado" com o que viu. "Isso quando ainda não começamos, mas parecia que já tínhamos sido campeões".

Pepe afirmou que também ficou muito impressionado é "fará tudo para dar alegria a tanta gente". O zagueiro disse, no entanto, que não sente uma pressão particular por causa disso. "A pressão sempre existe mas temos de separar essas manifestações e nos concentrarmos em nosso trabalho".

Aqui termina o infobox

Placas de boas-vindas

A placa a Nuno Gomes foi do Sport Lisboa e Benfica, de Lausane, que esperam assim que os jogadores possam estar ainda mais motivados em realizar um excelente Campeonato da Europa na Suíça.

Outra das placas entregues foi em nome do União de Lausanne, à Federação Portuguesa de Futebol, para que realmente os laços de amizade entre a FPF e a comunidade portuguesa possam ser uma realidade, que se espera que a equipa lusitana possa pagar em vitórias neste campeonato.

A comitiva foi recebida com muita simpatia e um dos momentos altos foi quando o jogador mais falado do momento, Cristiano Ronaldo, se prestou a tirar umas fotos com a Miss e o resto dos elementos.

O capitão Nuno Gomes fez questão de agradecer em nome de todo o grupo a simpatia e gentileza demonstrada à selecção e reiterou a vontade de todos em dar o seu melhor para que a selecção possa sair deste campeonato com um bom resultado.

Aqui termina o infobox

×