Setor de turismo suíço exige novo regime de quarentena para Covid-19

A apenas três meses do início da temporada de inverno, a proibição de fato das férias para hóspedes de certos países de alto risco está causando uma enorme preocupação para o setor turístico suíço. Keystone / Jean-christophe Bott

Os turistas estrangeiros dos países de alto risco de Covid-19 devem poder viajar para a Suíça com testes negativos para o coronavírus e não ter que ir para a quarentena, dizem os representantes do setor.

Este conteúdo foi publicado em 14. setembro 2020 - 07:30
swissinfo.ch/fh

De acordo com a regulamentação suíça, qualquer pessoa que entre na Suíça proveniente de um dos países de alto risco de coronavírus deve entrar em quarentena por dez dias para ajudar a conter a propagação da Covid-19, ou arriscar uma multa.

A apenas três meses do início da estação do inverno, a proibição de fato das férias para turistas de países como a França está causando uma enorme preocupação para a indústria do turismo.

"Se os hóspedes franceses estiverem ausentes no outono e no inverno, seremos duramente atingidos", disse Martin Nydegger, diretor da Suíça Turismo, ao jornal NZZ am Sonntag em 13 de setembro.

A região do Valais, com estações de esqui populares como Verbier, Zermatt e Crans-Montana, está particularmente inquieta.

"Há muito em jogo para nós", disse Christophe Darbellay, secretário estadual de economia do Valais.

O turismo de inverno gera cerca de 2 bilhões de francos suíços (2,2 bilhões de dólares) por ano. A metade dos turistas de inverno vem do exterior, a maior parte da Europa, segundo o jornal NZZ .

Os representantes do setor concordam que é necessária uma estratégia de testes forçados e um período de quarentena mais curto.

"O período de quarentena de dez dias é muito longo", disse Darbellay. "Precisamos testar mais, e mais rápido, e encurtar o período da quarentena".

As vinte maiores associações de turismo das indústrias hoteleira, de catering, de viagens e de transporte aéreo estão agora exigindo um novo regime de quarentena.

"O período de quarentena deve ser reduzido sempre que possível", disse Nydegger. "Exigimos que os viajantes a negócios e lazer de áreas de risco com um teste negativo que não tenha mais de 48 horas de duração possam entrar na Suíça".

As autoridades de saúde estrangeiras também devem concordar que os viajantes de retorno da Suíça com um teste negativo possam reingressar em seu país de origem.

A coalizão das organizações de turismo suíças também deseja que os centros de teste da Covid-19 sejam instalados nos aeroportos e nos principais pontos de entrada na Suíça.

O NZZ am Sonntag disse que o Ministério do Interior estava examinando se o período de quarentena deveria ser encurtado.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo