Navigation

Funcionários de cantão suíço terão que marcar as pausas para fumar

A partir de 1º de fevereiro, os funcionários do cantão do Ticino que deixarem seus prédios para uma pausa para fumar terão que bater o ponto. O cantão da Suíça italiana é o primeiro a adotar a medida no país.

Este conteúdo foi publicado em 03. fevereiro 2020 - 11:42
As autoridades consideram que os funcionários fumantes ganham uma vantagem injusta ao fazer mais pausas durante o dia Keystone / Martin Ruetschi

Por enquanto, o regulamento afeta os funcionários da Assembleia Legislativa e do governo cantonal (estadual).

A medida segue uma intervenção parlamentar do ano passado para saber como acertar o tratamento desigual com relação aos fumantes, que se ausentam com mais frequência do trabalho do que os não fumantes.

Como consequência, o governo do cantão de língua italiana - que adota uma linha dura quanto a fumar em público - decidiu elaborar o novo regulamento. A regra se aplica a todos os intervalos adicionais além dos permitidos (dois intervalos de 15 minutos por dia útil, para todos os funcionários).

O cantão do Ticino também foi o primeiro a proibir o fumo em locais públicos em 2007.



Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.