Navigation

Suíça propõe mediação na crise iraquiana

Micheline Calmy-Rey e Powel durante o encontro em Davos. Keystone

A Suíça está pronta a organizar uma reunião entre responsáveis americanos iraquianos para evitar a guerra.

Este conteúdo foi publicado em 26. janeiro 2003 - 10:42

A proposta foi feita pela ministra das Relações Exteriores, Micheline Calm-Rey, no encontro de meia hora em Davos com o secretário norte-americano de Estado Colin Powel.

O Fórum Econômico Mundial, em Davos, é um instrumento da política externa suíça.

Instrumento de política externa

A última demonstração disse ocorreu no sábado, 25, quando a ministra das Relações Exteriores reiterou ao secretário de Estado Collin Powell a posição da Suíça contra um ataque ao Iraque, sem uma resolução explícita do Conselho de Segurança da ONU.

Com problemas para agendar um encontro com Powell, dez dias atrás, a ministra, que assumiu a chefia da diplomacia suíça em janeiro, chegou a ameaçar não comparecer ao WEF, criando polêmica no país.

Primeiro as pessoas

No encontro com Powell, ela advertiu que o ataque ao Iraque teria conseqüências humanitárias desastrosas. "Fala-se muito de petróleo e de sanções mas a Suíça preocupa-se primeiro com os seres humanos", afirmou Calmy-Rey.

Berna não apóia o regime de Saddam Hussein, que debe ser desarmado, disse a ministra, mas a preocupação da Suíça é com a população civil em caso de operação militar.

Lembrando a tradição humanitária da Suíça, que abriga a sede da Cruz Vermelha Internacional, Calmy-Rey disse que a Suíça está à disposição para organizar um encontro entre americanos e iraquianos para evitar a guerra. Powell agradeceu mas disse que esse encontro, se necessário, também poderia ocorrer em outros países.

Pessimismo

Depois do conversa, a ministra suíça declarou que Powell foi muito receptivo aos argumentos da Suíça. No entanto, ela mostrou-se pessimista dizendo que as chances de evitar a guerra são muito pequenas.

Disse também que, na fase atual, o Iraque está colaborando muito pouco com os inspetores internacionais do desarmamento.

swissinfo com agências.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?