Navegação

Menu Skip link

Subsites

Funcionalidade principal

Suor e boas resoluções Academias estão pleno crescimento na Suíça

Um em cada dez suíços frequenta uma academia. E se muitos não renovam o contrato depois de um ano, o número de membros aumenta de ano em ano, fazendo desse setor um mercado bastante rentável.

Treino em uma academia de Genebra, aberta dia e noite.

Treino em uma academia de Genebra, aberta dia e noite.

(RTS-SWI)

Com 1.000 salas e 750.000 mil membros em todo o país – metade homens, metade mulheres – as academias estão em crescimento sem precedentes na Suíça. Como os adeptos pagam em média 1.000 francos suíços por ano, essa indústria tem quase 750 milhões por ano, segundo a Federação Suíça de Academias e de SaúdéLink externo (SFGV).

Mesmo se as boas resoluções do Ano Novo nem sempre passam o inverno. Se é difícil quantificar os hábitos dos adeptos de academia, sabe-se que quase metade dos membros não renovam seus contratos depois do primeiro ano. Muitos frequentam o primeiro e o segundo mês e alguns nunca vão.

A indústria da academia deve, portanto, renovar seus membros todo ano. Para seduzir esses novos esportistas, as academias investem bastante: locais amplos, estilo moderno e tudo novo, horários de abertura maiores e preços relativamente baixos para atrair o maior número possível de membros.

Estamos muito longe dos cursos de ginástica matinal dados por

Jack Günthard  “Fit mit Jack” (“En forma com Jack”), que tinha por ambição fazer mexer os suíços diante da televisão nos anos 1970. Esse antigo campeão olímpico de ginástica morreu no ano passado, aos 96 anos.

Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português


swissinfo.ch

×