Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Argelino lança mais um jogo sobre a Suíça

Aprender 50 palavras em cinco idiomas a partir dos cinco anos: é o jogo Pictolingua

"Do you speak swiss?". Após o sucesso do jogo "swissness", o informático argelino Hadi Barkat lança um jogo de vocabulário em cinco línguas intitulado "Pictolingua".

O jovem empresário também anuncia para novembro o lançamento do "Cantuun", um jogo de percurso sobre os cantões suíços.

A ideia surgiu durante o café da manhã, frente ao litro de leite e uma caixa de cereais contendo indicações em três idiomas. "Milch, lait, latte": os habitantes da Suíça conhecem várias palavras em diversos idiomas. Então por que não acrescentar "latg" do reto-românico e "milk" do inglês? "O objetivo é tornar conhecido o quarto idioma oficial do país e integrar o inglês, pois é a quinta língua falada neste país", justifica Hadi Barkat.

Com seus colegas, os também engenheiros da Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL), Yves Barbey e Nils Rinaldi, esse informático de 34 anos se tornou célebre em 2008 ao criar o "Helvetiq", um jogo de sociedade de perguntas relacionadas ao país dos Alpes em todos seus aspectos, seja história, geografia, sociedade ou política.

História de sucesso 

No início era apenas uma questão de fascínio. "Sempre fui atraído mais pela Suíça do que por qualquer outro lugar no mundo. Eu era fascinado pela coexistência especialmente positiva e pacífica, apesar das polêmicas políticas em relação aos estrangeiros e as últimas votações."

Quando era criança, Hadi Barkat vinha passar suas férias com o tio, que vivia em uma região próxima ao lago Léman (oeste). "Aos quatorze anos visitei a EPFL (Escola Politécnica Federal de Lausanne) e decidi que um dia iria estudar nessa universidade. Vim em 1995 e fiz o curso de informática. Depois trabalhei em diversos projetos e na incubadora de empresas no Centro de Inovação da EPFL. Finalmente iniciei os procedimentos para a naturalização, entre 2005 e 2007."

O processo implica um exame de conhecimentos gerais, algo que chega a desafiar até mesmo os nativos como Hadi Barkat teve ocasião de descobrir ao fazer as mesmas perguntas aos amigos. Foi então que ele teve a ideia de criar um jogo.

Traduzido em alemão, completado por edições específicas sobre as cidades ou regiões do país (até mesmo uma versão sobre esportes de inverno ou a Suíça e o mundo já estão à disposição do público), o Helvetiq é uma história de sucesso, com mais de 23 mil exemplares vendidos. É um número impressionante para a Suíça e até mesmo raro, pois chega a ser um produto apreciado em todas as regiões do país.

Amor pelas línguas 

"A partir disso, meus amigos e eu tivemos vontade de explorar, criar outros jogos e isso foi o início de uma verdadeira aventura", conta o cofundador da pequena empresa, hoje em dia rebatizada de...Helvetiq.

Depois eles aumentaram o catálogo de produtos com quebra-cabeças topográficos (Zurique e Genebra, pelo momento) e uma linha de camisetas com mensagens divertidas sobre a Suíça. Na primavera de 2010, a pequena editora publicou também "Contra-sabedorias suíças", um belo "pequeno livro vermelho" inspirado no livreto de Mao Tsé-Tung e contendo um certo número de citações sem sentido e outros lapsos oratórios repertoriados pelo Grande Prêmio do Prefeito de Champignac, que recompensa anualmente celebridades francófonas da Suíça.

Hadi Barkat é um grande apaixonado pelo humor e pela língua: "Eu amo as palavras, esses lapsos e outros bordões lançados pelos políticos quando o microfone é estendido a eles. Eu sempre gostei do concurso do Prêmio Champignac e considerava que ele estava um pouco esquecido . Daí surgiu a ideia, em comum acordo com os organizadores, de fazer um belo livro para mostrar a Suíça sob um ângulo absurdo e divertido."

Pictolíngua e Cantuun 

Essa paixão pelas palavras continua, pois agora o público ganha Pictolingua, belamente ilustrado pela artista suíça Karen Ichters. Hadi Barkat não tem a pretensão de oferecer um método linguístico ou pedagógico, mas "realmente um jogo com as palavras". Durante suas pesquisas, ele descobriu um estudo, no qual, aos cinco anos, uma criança deveria conhecer 100 palavras. Delas ele escolheu 50 para conceber seu jogo. "Todos temos cinco anos quando aprendemos uma língua", brinca.

O sucesso leva a outras reflexões. "Já tive um contato com um linguista que me falou das possibilidades de língua icônica, para os deficientes, por exemplo, ou um professor para adultos estrangeiros que me sugeriu um jogo para aprender o alemão com cinco mil cartas."

E não termina por aí: Helvetiq anuncia para 8 de novembro o lançamento do Cantuun (uma palavra que lembra o cantão dos Grisões), um novo jogo, dessa vez em percurso. "Quatro amigos dos quatro cantos do país devem, por exemplo, se encontrar na Suíça central para um fundue. Eles devem passar por todos os 26 cantões e responder a questões específicas para passar de um ao outro."

Hadi Barkat encontrou realmente sua via. Três dos quatro membros do Helvetiq são remunerados pela pequena empresa. "Financeiramente ganho apenas um terço do meu salário de antes, mas estou me divertindo bastante. É uma escolha", conclui.

Pictolingua

O objetivo do jogo é aprender 50 palavras em cinco idiomas. Ele foi lançado em 28 de setembro de 2011. A caixa contém 50 cartas com imagem e palavra, 10 cartões e 125 chips.

O jogo existe em uma versão simplificada com cartões especiais para crianças e outro para adultos. O primeiro jogador que adivinha cinco palavras sobre o cartão deve gritar "Língua"...e ganha.

Idade: a partir dos cinco anos.

Número de jogadores: 2 a 5.

Línguas: inglês, alemão, francês, italiano e reto-romano.

Ilustrações: Karen Ichters.

Ideia e desing: Hadi Barkat.

Editora: Helvetiq

Preço: 39 francos.

Aqui termina o infobox


Adaptação: Alexander Thoele, swissinfo.ch


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.