Navigation

Ratos retribuem "favores" de várias maneiras

Os ratos do teste trocaram comida por carinho Schweinfurth, Manon Karin (IEE)

Cientistas de Berna descobriram que os animais também podem retribuir uma ação através da troca de alimentos e cuidados.

Este conteúdo foi publicado em 02. fevereiro 2018 - 09:30
swissinfo.ch

Na natureza existem muitos exemplos da cooperação “toma lá, dá cá” entre animais, por exemplo, o compartilhamento de alimentos entre abelhas e formigas ou a troca de cuidados entre aves ou macacos. No entanto, esta cooperação sempre foi pensada seguindo o princípio de uma troca simultânea. Ser pago em outra mercadoria ou serviço sempre foi considerado como exclusivo aos seres humanos.

Agora, Manon Schweinfurth e Michael Taborsky, do Instituto de Ecologia e Evolução da Universidade de Berna mostraram como os ratos marrons (“rattus norvegicus”) aplicam regras de reciprocidade direta ao trocar dois serviços sociais diferentes: provisão de alimentos e cuidados entre membros da mesma espécie.

"Os ratos da experiência foram colocados em contato com parceiros cooperando ou não cooperando em uma das duas atividades. Posteriormente, eles tiveram a oportunidade de retribuir de outra forma os favores recebidos", escreveram os pesquisadores no artigo “Reciprocal Trading of Different Commodities in Norway Rats”, publicado na revista acadêmica americana Current Biology.

"Os ratos do teste trocaram carinho por comida, e vice-versa, agindo de acordo com as regras da reciprocidade".

Schweinfurth e Taborsky observaram que isso poderia indicar que o altruísmo recíproco entre os animais seria muito mais generalizado do que se pensa.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.