Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Fiéis ao Papa Por trás do uniforme da Guarda Suíça

Seis de maio é provavelmente o dia mais importante para a Guarda Suíça. De fato, é nessa data que os novos recrutas prestam juramento ao Papa Francisco e aos sucessores na corte interna do palácio pontifical no Vaticano. É uma ocasião para ver um pouco da intimidade na vida do menor exército do mundo.

“Ser Guarda Suíço é uma vocação. Precisamos ter fé e convicção profunda para cumprir esse compromisso extraordinário e nobre”, afirma o coronel Christoph Graf, comandante da Guarda Suíça Pontifical, criada em 1506 pelo Papa Giulio II da Rovere.

Desde 6 de maio daquele ano, 23 novos recrutas prestam juramento na Praça de São Pedro. A data recorda a morte heroica dos 147 soldados helvéticos que caíram na defesa do Sumo Pontífice durante o Saqueio de Roma em 1527.

Para celebrar o Corpo da Guarda Suíça Pontifical, os Museus do Vaticano hospedam (até o final de junho) a mostra fotográfica “The Life of a Swiss Guard. A private View”. As 86 imagens em preto e branco de Fabio Montegna proporcionam uma visão do cotidiano e da história do menor exército do mundo, revelando um lado menos conhecido da cidade do Vaticano.

(Imagens: Museu do Vaticano, Governatorato SCV, texto: Luigi Jorio)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.