Navigation

Skiplink navigation

Implenia demite 750 empregados

Só na Suíça 250 funcionários devem ser demitidos. Keystone

A maior empresa de construção da Suíça anuncia um programa de reestruturação que envolverá demissões, desvalorizações contabilísticas e a venda de partes da empresa.

Este conteúdo foi publicado em 27. outubro 2020 - 10:38
Keystone-SDA/ts

O programa irá afetar dois mil empregos em tempo integral até 2023, anunciou o comunicado enviado à imprensa na terça-feira (27.10). O pacote prevê 750 demissões, 250 delas somente naa Suíça.

A construtora Implenia, sediada em Dietikon, um subúrbio de Zurique, pretende focar suas operações na construção integrada e serviços imobiliários na Suíça e Alemanha. Porém continuará a manter projetos de construção de túneis e infraestrutura em outros países.

A empresa espera cortar custos anuais na base de CHF 50 milhões (US$ 55 milhões) até 2023. Os custos de reestruturação totalizam cerca de 60 milhões de francos suíços

Além disso, a construtora estima que o impacto da pandemia de Covid-19 custará aproximadamente 50 milhões de francos em 2020. O lucro operacional antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) deverá, portanto, cair para 70 milhões.

Implenia emprega mais de 10 mil funcionários na Europa e teve em 2019 uma receita de 4,4 bilhões de francos.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo