Navigation

Indústria do luxo fatura menos

Keystone

Balanço do último trimestre de 2001 revela que grupos especializados na produção de artigos de luxo, como Richemont (Cartier, Montblanc...) e LVMH (L. Vuitton, C. Dior...) registraram perdas sensíveis.

Este conteúdo foi publicado em 25. janeiro 2002 - 12:51

Em relação ao mesmo período do ano anterior, LVMH, um dos mais importantes grupos do setor luxo, a queda do faturamento foi de 4%. Para Richemont, conservando os mesmos parâmetros, a queda foi de 8%.

11 de setembro

A explicação dos especialistas é simples: a conjuntura já estava fraca e, como lembra o jornal Le Temps, de Genebra, (edição de 25/11), essa indústria sofreu as conseqüências dos atentados nos Estados Unidos, em 11 de setembro.

Considerando todo o ano de 2001, LVMH - que se apresenta como "the worlds leading luxury products group" (grupo que lidera no mundo os produtos de luxo) e reúne número considerável marcas de perfumes, vinhos de gama superior - o grupo consolidou-se no mercado, faturando 12.2 bilhões de euros, um aumento de 5% em relação a 2000.

No setor relógios e joalheria (Ebel, TagHeuer, Zenith), segundo o Le Temps, o recuo é de 12%.

Evolução em 2002

Quanto a Richemont (Baume Mercier, Cartier, Chloé, Mont Blanc, Piaget, Vacheron Constantin, Van Cleef & Arpels, IWC, etc), o faturamento anunciado para 2001 é idêntico ao do ano anterior. Isso se explica pelo fato de que "no intervalo, o grupo comprou 3 marcas de relógios: Jaeger-LeCoultre, IWC e Lange & Söhne... Sem o aporte o faturamento baixou de 8% aproximadamente".

Quanto à evolução dos negócios neste ano, tudo vai depender do valor do iene, porque os japoneses são grandes consumidores de artigos de luxo e do enxugamento nas empresas ou "abrandamento dos custos para defender a rentabilidade".

swissinfo

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?