Navigation

Quando os suíços emigravam

Hoje uma terra de imigração, a Suíça foi durante séculos uma terra de emigração. Para os 200 anos de Nova Friburgo, o jornalista suíço Jean-Jacques Fontaines encontrou quatro famílias de descendentes de suíços para entender um pouco o sentimento por trás dessas partidas por uma terra desconhecida.

Este conteúdo foi publicado em 11. abril 2018 - 18:18
swissinfo.ch

Em 1819, cerca de 2006 suíços, a maioria deles do cantão de Friburgo, partiram para o Brasil para se estabelecer no recém-fundada colônia de Nova Friburgo. Fugindo da crise econômica e agrícola, eles sonham com um futuro melhor. Dois séculos depois, o documentário “Quando os Suíços Emigravam – Nova Friburgo 200 anos” oferece uma oportunidade para abordar questões de migração, colocando o passado em ressonância com as notícias.

A Suíça, hoje, é um dos países com a maior proporção de estrangeiros em seu território, a grande maioria deles sendo cidadãos europeus. A questão abordada no filme de Jean-Jacques Fontaine e Bebeto Abrantes procura relembrar aos suíços de hoje que, ainda ontem, há 200 anos eles também eram imigrantes em terras desconhecidas.

O documentário foi produzido pela SSR SRG, a Sociedade Suíça de Radiodifusão e Televisão, da qual SWI swissinfo.ch também faz parte, e foi lançado oficialmente no Festival Internacional de Filmes de Friburgo, na Suíça, e será transmitido pelo canal suíço de língua francesa RTS 2 no dia 14 de maio, às 20h30, e depois lançado em sua versão em português no Teatro Municipal de Nova Friburgo em 15 de maio na presença de uma delegação da Suíça no Brasil para celebrar os 200 anos da fundação desta cidade.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.