Navigation

Eletroestimulação faz paraplégicos voltar a andar

Pesquisadores na Suíça encontraram uma maneira de permitir que três paraplégicos andem com a ajuda de um implante sem fio.

Este conteúdo foi publicado em 02. novembro 2018 - 13:30

Após treinamento intenso e estimulação elétrica da medula espinhal, os homens que haviam sofrido uma lesão na medula conseguiram caminhar sozinhos com um andador ou outro sistema de apoio. Eles até conseguiram controlar músculos da perna previamente paralisados, ​​sem estimulação elétrica.

Pesquisas de cientistas do Instituto Federal de Tecnologia da Suíça em Lausanne (EPFL), da Universidade de Lausanne (UNIL) e do Hospital Universitário de Lausanne (CHUV) foram publicadas em dois estudos nas revistas Nature e Nature Neuroscience.

O programa de reabilitação baseia-se principalmente na eletroestimulação de nervos motores através de eletrodos implantados cirurgicamente na medula espinhal no centro cirúrgico do CHUV. Tal estimulação elétrica epidural já foi bem-sucedida em estudos com animais para retornar a mobilidade após lesão medular. Para os pacientes, no entanto, os sucessos ainda são limitados, segundo o comentário da revista Nature.

(SRF / SDA / swissinfo.ch)


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.