Navigation

Simpatizante EI condenado por propaganda jihadista

É o mais recente caso de propaganda para grupos islamistas na Suíça Keystone

Um residente da Suíça recebeu uma pena de prisão de seis meses por difundir propaganda para o grupo Estado Islâmico (EI) no Facebook.

Este conteúdo foi publicado em 13. fevereiro 2018 - 15:30

O veredicto inclui uma multa de 2.000 francos, de acordo com uma decisão do Ministério Público, publicada pelo jornal SonntagsBlick.

O réu foi considerado culpado de colocar em linha vários vídeos e fotos de propaganda do grupo terrorista visando países ocidentais, incluindo a Suíça, entre maio e dezembro de 2016.

O homem, que negou as acusações, alegou que os vídeos eram apenas para uso próprio. A polícia deu uma batida em sua casa em maio de 2017.

Atualmente, há cerca de 60 outros processos judiciais em curso na Suíça por supostamente apoiar organizações islâmicas ou outras organizações criminosas proibidas, de acordo com as autoridades de justiça do país.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.