Suíça encomenda 4,5 milhões de doses de potencial vacina contra a Covid-19

Uma verdadeira corrida maluca: países e empresas engalfinham-se em busca de uma vacina eficaz contra a Covid-19. Associated Press

O governo suíço assinou um acordo com a empresa americana de biotecnologia Moderna para garantir o acesso antecipado a 4,5 milhões de doses de uma vacina Covid-19 atualmente em desenvolvimento.

Este conteúdo foi publicado em 07. agosto 2020 - 09:23
swissinfo.ch/dos

As autoridades suíças disseram na sexta-feira que a Moderna estava "já em estágio avançado com seu projeto de vacina", mas não mencionaram um prazo possível para a entrega.

Também disseram que os 4,5 milhões de lotes tornariam possível a vacinação de 2,25 milhões de pessoas, uma vez que se espera que doses duplas sejam necessárias.

A vacina Covid-19 da Moderna, com ingredientes fabricados pela empresa farmacêutica suíça Lonza, é baseada em uma tecnologia inovadora do mRNA, descreve o governo:

"O mRNA é uma espécie de molécula mensageira que transporta as instruções de construção para a produção de proteínas. Isto diz às células do corpo como produzir a proteína do vírus. Assim que a proteína é produzida no corpo, ela é identificada como um antígeno pelo sistema imunológico, que então produz anticorpos contra o vírus, preparando assim o corpo para combater o vírus real".

O governo também diz que a Suíça é "um dos primeiros países a concluir um acordo com a Moderna". Os EUA também assinaram um acordo.

Em paralelo a este acordo, o governo suíço continua conversando com outras empresas no que chama de "abordagem diversificada" para obter acesso a uma vacina. Ele também continua a apoiar projetos multilaterais para a distribuição justa de uma cura futura.

O governo federal destinou CHF 300 milhões (US$ 329 milhões) para a aquisição de uma vacina.

Partilhar este artigo