Trabalhadores suíços estão cada vez mais estressados

O aumento da digitalização obriga os trabalhadores a adquirir mais conhecimentos e aprender novas competências. © Keystone / Gaetan Bally

Quase uma em cada três pessoas na Suíça sofre de um alto nível de estresse, de acordo com o "Job Stress Index" publicado pela Health Promotion Switzerland.

Este conteúdo foi publicado em 04. setembro 2020 - 07:30
swissinfo.ch/fh

A fundação de promoção da saúde disse que 29,6% das pessoas pesquisadas estimaram seu nível de estresse no local de trabalho como "crítico", o que significa que elas não são capazes de administrar sua carga de trabalho com os recursos disponíveis.

Os autores do estudo disseram que as condições para o estresse incluem um sentimento de pressão de tempo, lidar com demandas excessivas, receber tarefas pouco claras e lidar com problemas organizacionais dentro do local de trabalho.

O estudo prosseguiu afirmando que mais da metade das pessoas pesquisadas sentia-se emocionalmente exausta com seu trabalho, o que poderia levar ao burnout. Os autores estimaram o impacto na economia suíça em CHF7,6 bilhões (US$ 8,34 bilhões) anualmente.

Os trabalhadores que sofrem de um nível crítico de estresse aumentaram de uma em cada quatro pessoas em 2014 para uma em cada três pessoas nos últimos seis anos.

Um resumo do relatório afirma que com o aumento da digitalização, as exigências sobre os funcionários aumentaram, obrigando-os a adquirir mais conhecimentos e a aprender novas competências.

Embora isto em si não leve ao estresse, segundo os autores, os funcionários devem receber os recursos para administrar os novos desafios. Estes incluem o apoio dos superiores e espaço de manobra suficiente.

Os jovens trabalhadores com idade entre 16 e 24 anos são os que relatam maior estresse, em parte porque esta população tem em média menos recursos à sua disposição.

A pesquisa de 2020 foi realizada entre o início de fevereiro e o início de março, antes que a Suíça introduzisse as restrições à Covid-19 que incluíam recomendações sobre o trabalho a partir de casa.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo