AFP

(Arquivo) Plantação de milho, em Perez Milla, Argentina, no dia 3 de abril de 2008

(afp_tickers)

Uma dieta que inclui três porções diárias de cereais integrais pode ajudar as pessoas a viverem mais, inclusive reduzindo taxas de mortalidade por doenças cardiovasculares e câncer, de acordo com um estudo publicado on-line no Circulation, o periódico da Associação Americana do Coração, na segunda-feira.

Pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, observaram que o consumo de uma porção diária de 16 gramas de cereais integrais reduzia em 7% o risco de morte em geral, incluindo uma queda de 9% no risco de morte por doença cardíaca e de 5% no risco de morte relacionada ao câncer.

Aumentando o consumo de grãos integrais para três porções diárias, ou 48 gramas, o risco de morte em geral caiu cerca de 20%, incluindo uma diminuição de 25% no risco de morte por doença cardíaca e de 14% no risco de morte associada ao câncer.

Para a pesquisa, os cientistas analisaram os resultados de mais de 12 estudos anteriores realizados entre 1970 e 2010 nos Estados Unidos, no Reino Unido e nos países escandinavos, envolvendo 786.076 homens e mulheres.

"Estes resultados apoiam ainda mais as orientações alimentares atuais, que recomendam pelo menos três porções diárias (ou 48 gramas) de grãos integrais para melhorar a saúde a longo prazo e evitar a morte prematura", disse o autor sênior Qi Sun, do Departamento de Nutrição da Universidade de Harvard, em um comunicado.

O pesquisador alertou sobre as dietas populares de baixa ingestão de carboidratos, que ignoram os benefícios dos grãos integrais, dizendo que elas deveriam ser "adotadas com cautela" porque podem estar associadas a um maior risco de doença cardíaca e morte.

Os cereais integrais incluem alimentos como trigo integral, aveia, arroz integral e quinoa. Eles contêm fibras, que podem melhorar os níveis de colesterol e diminuir o risco de doença cardíaca, acidente vascular cerebral, obesidade e diabetes do tipo dois.

Os grãos integrais também fornecem nutrientes como vitamina B e minerais que são perdidos durante o processo de refino.

A Associação Americana do Coração recomenda uma dieta rica em frutas e legumes, e diz que pelo menos a metade dos grãos ingeridos devem ser integrais.

Entre os participantes dos estudos analisados, houve um total de 97.867 mortes, incluindo 23.597 mortes por doenças cardiovasculares e 37.492 mortes por câncer.

afp_tickers

 AFP