Guatemala: jovens de centro correcional matam 2 colegas e sequestram 4 funcionários

 AFP

A rebelião começou no domingo, dia de visita, e houve um princípio de incêndio controlado pelos bombeiros

(afp_tickers)

Jovens internos de um centro correcional mataram dois colegas, feriram cinco e mantêm quatro funcionários reféns após uma rebelião iniciada no domingo para exigir um melhor tratamento por parte das autoridades, informou a polícia.

Segundo a fonte, a polícia controla 80% do Centro Juvenil de Privação de Liberdade para Homens, conhecido como Etapa II, e continua em negociações para tentar libertar os reféns.

A rebelião começou no domingo, dia de visita, e houve um princípio de incêndio controlado pelos bombeiros.

O subchefe da Secretaria de Bem-estar Social da Presidência, encarregado do centro, Vladimir López informou que no centro há 56 internos, entre adultos e menores.

O centro está localizado em San José Pinula, 10 km a leste da capital, perto do Lar Seguro Virgem de Assunção, onde um incêndio também provocado por internas causou a morte de 40 adolescentes e deixou outras 18 com graves queimaduras.

De acordo com as versões preliminares das autoridades, as adolescentes iniciaram o incêndio para chamar a atenção para os abusos suxuais no abrigo destinado a vítimas de maus-tratos familiares, e também administrado pela Secretaria de Bem-Estar Social.

AFP

 AFP