AFP

O papa Francisco, na Praça de São Pedro, no Vaticano, em 20 de abril de 2016

(afp_tickers)

O papa Francisco manifestou novamente nesta quarta-feira sua proximidade e afeto com as pessoas atingidas pelo terremoto registrado no sábado no Equador, que deixou até agora 525 mortos e 1.700 desaparecidos.

"Neste idioma que nos une (...) quero expressar aos nossos irmãos do Equador nossa proximidade e oração neste momento de dor", disse dirigindo-se em espanhol aos fiéis que acompanhavam a audiência geral de quarta-feira na Praça de São Pedro.

Em uma mensagem pronunciada no domingo poucas horas depois do terremoto, o papa argentino invocou a "ajuda de Deus para que concedesse força e apoio" aos equatorianos após o potente tremor, o mais forte em 40 anos.

A mensagem desta quarta-feira foi pronunciada poucas horas depois de outro forte terremoto atingir o país, provocando tensão entre as equipes de resgate.

afp_tickers

 AFP