Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Fotografia A Genesis de Sebastião Salgado

Quando Sebastião Salgado terminou Exodus, no final dos anos 1990, tinha visto tanta violência que perdera a confiança no ser humano e estava à beira de uma depressão. Retirou-se então para sua cidade natal, Aimorés, em Minas Gerais, no Brasil.

Na região, os pais de Salgado tinham uma fazenda em que passara sua infância e que, com o tempo, havia sido bastante desmatada. Os pais passaram-lhe a propriedade e foi então que Lélia – parceira de vida e de trabalho – teve a ideia de reflorestar aquele pedaço de Mata Atlântica. Surgiu então o Projeto Terra e mais de dois milhões de árvores foram plantadas até agora. Viram então a vida renascer, o que lhes deu muita energia e foi daí que surgiu a ideia de Genesis, de mostrar o que ainda está intacto no planeta.

Foram dois anos de preparação, oito anos de viagens para fotografar - da Antártica ao Ártico, de Galápagos à Amazônia - e dois anos para editar todo o material. Genesis agora são dois livros, um deles grande sucesso de livraria, e exposições em vários países, inclusive no Museu do Eliseu, em Lausanne, na Suíça, até 05 de janeiro. Foi lá que Sebastião Salgado falou à swissinfo.ch.

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.