Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Pesquisa de trabalho Nove em cada dez suíços estão satisfeitos com o seu trabalho

A grande maioria dos suíços gosta de ir trabalhar. Em uma pesquisa realizada pela consultoria EY, 87% afirmaram estar satisfeitos ou muito satisfeitos com seu trabalho.

Builders at work

No setor da construção, a satisfação aumentou significativamente

(Gaetan Bally/Keystone)

Embora o número tenha mudado pouco desde o ano passado, as diferenças entre os setores persistem. Nos setores da construção e da engenharia mecânica e de sistemas, por exemplo, a satisfação aumentou significativamente. 

Nos setores bancário e de seguros, por outro lado, diminuiu, embora esta afirmação tenha sido baseada em um número relativamente pequeno de entrevistados, disse a EY. Um total de 1.501 pessoas foram entrevistadas. 

Em linha com o alto nível de satisfação, pouco menos de um quarto dos entrevistados disseram que "provavelmente" ou "muito provavelmente" mudariam de emprego no próximo ano. Este número cai drasticamente com o aumento da idade: entre os jovens de 16 a 24 anos é de 37%, entre os maiores de 55 anos é de 14%. 

Mal preparados para o futuro 

Cerca de metade dos pesquisados acreditam que estão bem preparados para o mercado de trabalho do futuro. Ao mesmo tempo, quase metade acredita que os empregos do futuro serão mais atraentes. 

Além disso, surgem lacunas claras entre as gerações e os sexos. 

Os jovens com diplomas universitários que vivem nas cidades estão muito confiantes quanto ao seu futuro e estão convencidos de que as pessoas não podem ser substituídas por máquinas. Os grupos etários mais velhos são mais céticos. Além disso, as mulheres que vivem em zonas rurais e concluíram a escolaridade obrigatória ou um aprendizado também estão mais conscientes dos riscos do que das oportunidades.


swissinfo.ch/fh

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.